No Banner to display

Imposto de Renda: devo declarar aposentadoria, auxílio-doença e outros benefícios sociais?

Por: Luciane Santana | 28/06/2020

Última atualização em 28/06/2020 11:08

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Os benefícios sociais costumam ter o imposto retido na fonte, mas devem ser demonstrados à Receita Federal na Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda 2020.

A questão é que não há regra universal para enquadrar todos eles como tributáveis ou isentos. Como cada contribuinte terá uma particularidade, a dica é checar a função do auxílio para saber o que entra em “Rendimentos Tributáveis” ou “Isentos e Não Tributáveis” da declaração.

“O critério geral é que benefícios são tributáveis, exceto quando há uma finalidade reparatória ou de reposição de perdas”, diz Carlos Pacheco, advogado tributarista do escritório Machado Meyer.

Entre os rendimentos que são percebidos como fruto do trabalho e tributáveis, estão a aposentadoriasalário-maternidade e prêmio assiduidade, por exemplo. Exceções são feitas a aposentadoria por invalidez ou por doença grave, que entram como isentas.

São isentos aqueles pagos pela previdência oficial da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, como o seguro-desempregoauxílio-natalidadeauxílio-doençaauxílio-funeralauxílio-reclusãosaque do FGTS, entre outros.

Há outra exceção importante na Previdência. Aposentados maiores de 65 anos podem entrar como rendimentos isentos para previdência social, pensão, transferência para a reserva remunerada ou reforma. O critério é o recebimento de valores de até R$ 1.903,98 por mês.

O contribuinte, com 65 anos ou mais, que não utilizou na declaração a parcela de isenção mensal relativa aos proventos de aposentadoria pode, inclusive, retificar a sua declaração para se utilizar desse benefício. Se for o ano de aniversário, as parcelas seguintes podem ser isentadas.

Se aposentados, deste grupo e de fora, acumularem outros rendimentos, como aluguéis ou dividendos, tudo o que ultrapassar o limite deverá ser informado como rendimento tributável, segundo a Receita Federal.

Texto original publicado em Agência Brasil

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]