Instituto alega risco de desabastecimento e bloqueia leitos de UTIs Covid nos maiores hospitais

Por Maju Cotrim | 20/01/2021

Última atualização em 20/01/2021 19:01

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

O Instituto Saúde e Cidadania (ISAC) que administra leitos de UTI para Covid-19 nos três maiores hospitais do Tocantins, anunciou nesta quarta-feira (20) o bloqueio de parte dos leitos. A justificativa apresentada pelo instituto é de que há risco de desabastecimento nas unidades, mas não foi informado qual o produto que está sob risco de faltar. O Instituto afirma que há problemas no “abastecimento de materiais e medicamentos essenciais para o tratamento dos pacientes internados”.

O ISAC disse que os leitos bloqueados estão no Hospital Geral de Palmas e também nos Hospitais Regionais de Araguaína e Gurupi. Segundo a nota, “atualmente, as unidades citadas não possuem condições de novas admissões até que o abastecimento seja normalizado pelos fornecedores”.

Nossa equipe já solicitou posição da Sesau sobre o assunto.

Veja a íntegra da nota do Instituto:

Veja a nota do ISAC na íntegra
Após comunicar, por três vezes, o risco de desabastecimento para a Secretaria Estadual de Saúde, o ISAC – Instituto Saúde e Cidadania realizou o bloqueio dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva Covid-19 dos hospitais regionais de Gurupi e Araguaína, bem como, do Hospital Geral de Palmas.
A iniciativa se fez necessária diante dos índices críticos de abastecimento, sendo prioritário garantir a assistência adequada aos pacientes já internados. Atualmente, as unidades citadas não possuem condições de novas admissões até que o abastecimento seja normalizado pelos fornecedores.
Desde dezembro, por meio de ofícios, o ISAC vem alertando sobre o risco do desabastecimento devido à ausência do repasse financeiro destinado ao pagamento de fornecedores, que estão desde novembro sem receber.
Para o Instituto, o momento é de tristeza e de solidariedade aos colaboradores das UTIS Covid-19 de Araguaína, Gurupi e Palmas, que aguardam seus salários, e aos prestadores de serviços.
O compromisso do ISAC é, assim que o recurso do contrato for creditado em conta, quitar de imediato a folha de pagamento do mês de dezembro dos colaboradores e iniciar o processo de reabastecimento das UTIs Covid-19 pertencentes ao Governo do Tocantins.
O Instituto ressalta que para cada projeto que gerencia é aberta uma conta específica e apenas os recursos do próprio contrato podem ser usados para pagamentos e manutenção do serviço. Por uma questão legal, o ISAC é proibido de usar o recurso de outro contrato para pagar as despesas, inclusive de pessoal.

O Instituto

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) decidiu terceirizar o gerenciamento e operacionalização dos leitos de UTI adultos do Hospital Geral de Palmas e dos Hospitais Regionais de Gurupi e Araguaína em agosto. O governo contratou o Instituto Isac pelo valor de R$ 33,2 milhões, sem licitação. O contrato tem validade de pelo período de seis meses, mas prevê a prorrogação sucessiva enquanto durar a pandemia.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]