Mais de 265 animais foram adotados através de projeto em Araguaína

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 07/03/2019

Última atualização em 26/08/2019 14:11

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Desde sua criação, o Projeto Adote, do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Araguaína, já deu a 265 cães e gatos a oportunidade de ter um novo lar. A página do projeto no Facebook, criada em abril do ano passado, contribuiu para reduzir o tempo de espera dos animais pela adoção.

Logo que são recebidos e têm a saúde atestada, os bichinhos são fotografados e as fotos postadas na rede social. Não demora para que os interessados em adotar entrem em contato e procurem o CCZ para formalizar a adoção.

Desde que o Projeto Adote foi criado, 290 animais saudáveis foram recebidos ou recolhidos pela unidade e encaminhados para adoção, sendo 222 cães filhotes e 51 adultos, e 13 gatos filhotes e 4 adultos.

“Dos 290 animais recebidos, 25 infelizmente acabaram morrendo antes de serem adotados. Isso porque foram separados da mãe antes do período adequado, que é de pelo menos 30 dias”, comentou o coordenador do CCZ, Henrique Xisto.

Quem levou um novo amigo pra casa
O João Marcelo Gomes foi um dos primeiros a adotar por meio do projeto. Ele conta que já tinha vontade de criar um bichinho e quando viu as fotos dos cãezinhos no perfil do CCZ, não teve dúvidas, chamou a esposa e os filhos pra irem juntos escolher um novo amigo pra levar pra casa.

A família escolheu uma cadelinha, que recebeu o nome de China. “Meus filhos se apegaram muito a ela, sempre muito carinhosa e brincalhona”, comentou. A China acabou sendo levada para o Maranhão pelo sogro de João Marcelo, que já planeja adotar outro cãozinho. “Ela está sendo bem cuidada lá. E nós estamos aguardando nossa casa nova ficar pronta, assim que nos mudarmos, adotaremos outro cãozinho”, afirmou.

Posse responsável
Antes de adotar um animal é preciso refletir sobre alguns pontos, como espaço; disponibilidade de tempo para cuidar dele por até 20 anos; decisão conjunta, como fez o João Marcelo, entrando em acordo com toda a família; e disponibilidade de recurso, pois além de amor e abrigo, o animal precisa de alimentação, vermífugos, vacinas, antipulgas e cirurgia de esterilização.

No momento da adoção dos animais, a pessoa assina um termo de responsabilidade e comprometimento. Nele estão contidas normas como não mantê-lo preso em espaços pequenos ou em correntes, garantir sua saúde física fornecendo água, abrigo, alimento adequado, higiene, vacinas e levá-lo regularmente ao veterinário.

“Um cão ou gato pode viver até 15 anos ou mais, e durante todo este tempo serei responsável pelo seu bem-estar, principalmente durante sua velhice. O não cumprimento dos itens acima poderá ser interpretado como maus-tratos”, orienta o termo.

Contato
O CZZ de Araguaína fica na Avenida Verdes Mares, nº 21, no Parque Sonhos Dourados. Em caso de dúvidas, moradores podem entrar em contato no CCZ pelos seguintes telefones: 0800 646 7020, 3415-5307 ou 3411-7040.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]