Mais de 670 mil raios caíram no Tocantins somente este ano; confira as orientações de segurança

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 03/03/2020

Última atualização em 03/03/2020 09:13

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Chuvas intensas acompanhadas de raios e ventos fortes. Esse cenário é recorrente durante o período chuvoso no estado do Tocantins, que começou no final de setembro do ano passado e deve seguir até o mês de abril de 2020. E, nesta época do ano, os cuidados com a segurança devem ser ainda maiores.

Nos dois primeiros meses do ano, 677.245 raios já caíram no Tocantins, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Em 2019, foram registradas 2.182.732 descargas atmosféricas no estado. O número é 243,72% maior se comparado a 2018.

Para minimizar os impactos causados pelos fenômenos naturais, a Energisa realiza melhorias constantes na rede elétrica do estado e nos sistemas de automação. Os resultados garantem cada vez mais qualidade no fornecimento de energia para os 600 mil clientes do Tocantins.

“Aumentamos os nossos esforços para garantir o menor impacto para os nossos clientes, mas sabemos que o número de raios, árvores caídas, galhos arremessados na rede, enxurradas, enfim, aumentam muito neste período e afetam diretamente o fornecimento de energia. Por isso sempre trabalhamos para melhorar ainda mais os nossos sistemas de proteção”, afirma Guilherme Damiance, gerente do Departamento de Operação.

Orientações de segurança

De acordo com o Inpe, os raios são responsáveis por 40% dos desligamentos na rede de distribuição de energia e queima de transformadores em todo o Brasil. Por isso, nesta época, oscilações da rede elétrica, causadas pelo mau tempo, são comuns.

Veja as orientações de segurança para evitar acidentes e prejuízos materiais:

Ao perceber chuvas fortes acompanhadas de raios, retire os eletrodomésticos da tomada e evite contato com objetos metálicos que estejam ligados à eletricidade, como fogões e geladeiras.

Não é recomendado o uso de chuveiro ou torneira elétrica (secador, chapinha, entre outros).

Evite utilizar telefone com linha ou celular que esteja conectado à tomada durante tempestades com raios. Também evite ficar próximo a tomadas, janelas e portas metálicas.

Fique longe de estruturas altas, como torres de telefone ou de energia elétrica, ou de campos abertos. Não se abrigue embaixo de árvores.

Mantenha distância de cabos partidos ou, em caso de acidente de trânsito envolvendo postes e a rede elétrica, não saia do carro. Se houver necessidade de sair, por princípio de incêndio ou outros fatores, caminhe com os pés juntos e não toque em partes metálicas do veículo.

Foto: Vanderlan Maciel

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]