Lucas Eurilio/Repórter Gazeta do Cerrado

O jovem dançarino José Iago , de 25 anos, faleceu após lutar anos contra uma doença conhecida como síndrome nefrótica, que acomete órgãos como os rins. O dançarino descobriu a doença em agosto de 2015 e até conseguir um diagnóstico, passou por várias dificuldades.

A Gazeta do Cerrado acompanhou toda a trajetória de sofrimento do jovem e em 2016, quando José Iago passou por várias internações, a namorada dele, Maíra Alves da Silva, disse a nossa equipe o Hospital Geral de Palmas (HGP) havia informado que não tinha condições de fazer uma biópsia renal, que diagnosticaria o caso de Iago.

O jovem conseguiu na época, uma decisão na Justiça para que pudesse fazer o exame em outro local, mas segundo as informações da família, desde de que começou o tratamento, ele só piorou, os rins do dançarino estavam funcionando apenas 18%.

Após meses de tentativa, o jovem além da doença nos rins, também teve anemia e a família precisou fazer uma campanha para tentar arrecadar  e comprar a medicação Alfaepoetina de 400 UI, que custa no mercado cerca de R$ 5.980.

Síndrome Nefrótica

A síndrome nefrótica é causada por grande quantidade de proteína eliminada pelos rins ao urinar. A doença é provocada por alterações dos filtros dos rins e pode acontecer por diversas causas.

Segundo especialistas, a pessoa que possui a síndrome, pode ter sobrecargas cardíacas e perder funções hidroeletrolíticas que são responsáveis pela manutenção de órgãos excretores.