Moradores de Luzimangues reivindicam audiência pública para discutir sistema de água

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 11/09/2019

Última atualização em 11/09/2019 07:40

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Equipe Gazeta do Cerrado

Uma comissão de moradores de Luzimangues, Distrito de Porto Nacional esteve na manhã desta terça-feira, 10, para cobrar da Câmara de Vereadores de Porto Nacional, a realização de uma audiência pública para discutir a situação do sistema de abastecimento de água, que passou a ser gerenciado pela BRK.

Desde que a empresa assumiu a administração do sistema de água, os moradores passaram a reclamar da má qualidade da água que sai das torneiras e dos péssimos serviços que estaríam sendo oferecidos.

Na semana passada um grupo de moradores já havia se reunido com os membros da Comissão de Constituição e Justiça, solicitando a audiência em caráter de urgência.

Durante a sessão realizada nesta terça-feira, 10, a pedido da comissão, o vereador Joaquim do Luzimangues apresentou um requerimento que será votado na sessão desta quarta feira, 11.

De acordo com um dos líderes do movimento pró Luzimagues, o jornalista Soares Filho, “a população do Distrito está sofrendo as consequências da falta de planejamento por parte da BRK e omissão da prefeitura em fiscalizar os serviços”, disse Soares.

“Não houve nenhum planejamento por parte da BRK para iniciar a prestação dos serviços no Distrito, receberam os poços artesianos prontos e iniciaram o cadastro dos moradores, e fizeram com que muitos instalassem os hidrômetros, isso sem nenhum tipo de conscientização sobre as mudanças no sistema, o pior de tudo, é a falta de água constante no dia a dia”, complementou.

Os vereadores foram solícitos às reivindicações dos moradores e se prontificaram em aprovar o requerimento e apresentar uma data para a realização da audiência pública.

A proposta da audiência é reunir os órgãos competentes, como a prefeitura, Ministério Público, Procon e Defensoria Pública e ouvir a população.

O prazo de responsabilidade da imobiliária com os serviços de distribuição de água em cada bairro é de 5 anos. Vencido esse prazo, a BRK assinou contrato com as imobiliárias assumindo a responsabilidade pelos serviços de tratamento e distribuição de água.

O outro lado

A Gazeta busca ouvir a BRK sobre o assunto.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]