Pedreira: Mulher encontra na construção civil motivo pra recomeçar após dificuldades

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 26/07/2019

Última atualização em 26/08/2019 11:19

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Conheçam a pedreira Renata Sampaio, 32 anos, de Campo Grande (RJ). Há seis anos esse mulherão pega pesado nas obras! Mesmo atuando tanto tempo na área, ainda sofre preconceitos por ser mulher, acreditam? Inclusive, muitos homens entram em contato com ela para fazer pedidos indecentes, desvalorizando mais ainda o seu trabalho!

Mas a Renata nos mostrou que é decidida e forte! Coloca eles em seus devidos lugares e prova que sabe trabalhar melhor que muito pedreiro por aí!

Conversando com ela, descobrimos que a sua história é de superação e dificuldades. Por muitos anos a Renata foi usuária de drogas e encontrou na construção civil a alternativa para recomeçar.

“Há seis anos decidi mudar de vida e largar as drogas. Como sempre acompanhei o meu tio nas obras, pedi para ele uma chance, e então comecei como auxiliar de pedreiro com ele.”

Durante os trabalhos, ela perguntava tudo, queria aprender com os colegas das obras. “Eu gosto do que eu faço, claro que eu preferiria trabalhar em alguma empresa, com carteira assinada, mas com não tive oportunidade de concluir os estudos, fica mais difícil, então, fui para as obras”, relatou.

 

pedreira mostrar lugar mulher mulher onde ela quiser

Sororidade

Apesar das mensagens e propostas indecentes que recebe de milhares de homens, e do preconceito de algumas pessoas por ser mulher, ela tem recebido muito apoio das mulheres. “Me apoiam muito, dizem que são minhas fãs. Já sobre as mensagens dos homens, eu bloqueio na hora e deleto, eles acham que por eu estar precisando, eu vou aceitar essas propostas, mas não é assim”, desabafou.

pedreira mostrar lugar mulher mulher onde ela quiserpedreira mostrar lugar mulher mulher onde ela quiser

Desafios para construir a própria casa

Apesar dela trabalhar na área, ela não consegue terminar a própria casa. Com filhos e netos para sustentar, há sete anos ela tenta finalizar sua casa que nem banheiro tem. “Comprei um terreno com dinheiro da obra que eu trabalhei, tem uns quatro meses que vim morar na casa do jeito que ela está mesmo, inacabada, porque não tinha mais dinheiro pra pagar aluguel”, disse.

pedreira mostrar lugar mulher mulher onde ela quiserpedreira mostrar lugar mulher mulher onde ela quiserpedreira mostrar lugar mulher mulher onde ela quiser

Para quem quer um trabalho bem feito, pode chamar a Renata! Ela está precisando muito, clique aqui.

Renata, você é um mulherão, parabéns pela a sua força! Temos certeza que vai conseguir dar a volta por cima!

Fonte: Razões para Acreditar

________________________________________________________________________

Gazetadocerrado.com.br – Para mentes pensantes

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

AgroPalmas
ASSECAD NOVO 11/02/2019
SINTET
ATM a partir do dia 17/04/2019
BRK-06-06-2019

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]