População de Palmas gasta o dobro de água recomendado pela ONU

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 17/10/2018

Última atualização em 26/08/2019 12:12

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

O dado foi obtido por meio da ferramenta de gestão, elaborada pelo Conselho Federal de Administração

A Prefeitura de Palmas possui, desde junho, uma nova ferramenta de Governança, Planejamento e Gestão Estratégica de Serviços Municipais de Água e Esgotos, o Gesae. O sistema, idealizado pelo administrador José Antônio Campos Chaves, é disponibilizado para os gestores municipais pelo Conselho Federal de Administração (CFA), de maneira totalmente gratuita. Na tarde desta terça-feira, 16, com os primeiros resultados obtidos por meio de um diagnóstico realizado através do sistema, foi possível identificar alguns aspectos em relação ao serviço de fornecimento e tratamento de água e esgoto da Capital.

Entre os dados apresentados estava o consumo de água pelos moradores de Palmas que, de acordo com o diagnóstico, trata-se de aproximadamente 214 litros de água por dia, praticamente o dobro do que é indicado pela Organização das Nações Unidas (ONU), que é de 110 litros.

Em relação a esses primeiros resultados, o administrador José Antônio explicou que o objetivo da ferramenta é justamente identificar, por meio do cruzamento de dados fornecidos pela Agência de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos de Palmas e a empresa concessionária do serviço, quais áreas precisam de atenção. “Por meio desses indicadores será possível observar se o Plano Municipal de Saneamento Básico está sendo cumprido, que tipo de investimentos estão sendo feitos e de quem é a responsabilidade”, ressaltou.

José Antônio reforçou ainda que o sistema é disponibilizado sem custos e que todo gestor público pode solicitar o uso junto ao CFA. “A ferramenta é gratuita, não tem lucro nenhum para o CFA, pois o nosso interesse é simplesmente contribuir para uma gestão pública melhor”, completou.

Para a presidente da Agência de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos de Palmas, Juliana Nonaka, o sistema CFA-Gesae traz um suporte para o trabalho já realizado pela Agência, além de identificar alguma falha ou áreas que precisem de intervenção. Sobre o consumo de água dos palmenses, Juliana disse que o resultado serviu de alerta. “O ideal agora é trabalhar junto com a população um campanha de conscientização, para que esse consumo seja reduzido e possamos evitar situações de escassez, que já acontecem em outros estados”, pontou.

Já para o conselheiro do Conselho Regional de Administração do Tocantins (CRA) e secretário de Finanças do Município, Rogério Ramos, o CFA e a Prefeitura de Palmas mantêm o mesmo interesse, que é a oferta de um melhor serviço de água e esgoto. “Com o levantamento desses dados, o município poderá exigir melhorias para as áreas que ainda não têm recebido esses serviços de maneira efetiva”, finalizou.

 

 

Fonte: CRA – TO

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]