Quebradeiras querem agroindústria com matéria-prima do Coco Babaçu

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 26/04/2019

Última atualização em 26/04/2019 18:18

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

A Senadora Katia Abreu (PDT) organizou, em parceria com o SENAR e SEBRAE Tocantins o Encontro das Quebradeiras de Coco Babaçu do Bico do Papagaio. O encontro aconteceu nesta sexta-feira, 25, em São Miguel do Tocantins. Trezentas quebradeiras participaram e junto com a Senadora definiram prioridades para formar a agroindústria dos derivados do Babaçu. A coordenadora do Movimento Interestadual das Quebradeiras, Emília Alves Rodrigues, participou e agradeceu a realização do encontro.

“Nós precisamos de apoio para o nosso trabalho, que é o sustento de quase 600 famílias na região do Bico”, disse dona Emília.

Elas já produzem o óleo e azeite, que são utilizados em pratos quentes e saladas, farinha para bolos e mingaus e carvão. Ainda do Babaçu podem ser produzidos medicamentos fitoterápicos, sabonete, cosméticos e bijuterias.

A senadora Kátia definiu, junto com elas, algumas acoes.

“Saimos desse encontro com perspectiva e ações definidas. Nossos produtos do Babaçu precisam ter identidade e autenticação para serem comercializados em todo o país”, declarou a Senadora.

O Sebrae vai elaborar o plano de negócios, a marca e consultoria para identificar mercado para esse produtos. “Vamos ajudar a vender esses produtos que são exóticos e de muito valor”, disse a senadora.

Kátia vai garantir recursos para a compra de máquinas de processamento do Babaçu.

Ela irá buscar mais parcerias para atender as demandas das quebradeiras. “Farei gestão junto a OCB/TO (Organização das Cooperativas do Brasil) para criação de uma cooperativa das quebradeiras para viabilizar mais organização e renda.

Como uma forma de incentivar a produção e o comércio., Kátia vai discutir com o governo do Estado a alíquota do ICMS cobrado sobre os produtos do Babaçu, que hoje esta em 18% .

O SENAR vai promover os cursos de capacitação e aperfeiçoamento, direcionados aos produtos.

SELOS DE INSPEÇÃO
Tambem ficou definido que o SEBRAE/TO irá elaborar junto aos municípios o SIM (Serviço de Inspeção Municipal) e junto ao Estado o SIE (Serviço de Inspeção Estadual).

A senadora irá solicitar ao Ministério da Agricultura, o projeto para requerer o registro junto à Delegacia Federal no Tocantins, para adquirir o selo de identificação de origem.

Kátia ficou sensibilizada com as demandas das quebradeiras. “Elas querem o direito de desfrutar do uso de um bem natural, ou seja, querem a colheita livre do Babaçu”, declarou a Senadora.

 

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]