Servidores relatam situação precária em centro de internação no norte do TO; Estado busca resolver

Por Gazeta do Cerrado | 21/01/2021

Última atualização em 21/01/2021 10:13

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp
Centro de Internação Provisória de Santa Fé do Araguaia – Foto: Reprodução
Equipe Gazeta do Cerrado
A Gazeta do Cerrado recebeu denúncia de um servidor do Centro de Internação Provisória de Santa Fé do Araguaia, norte do Tocantins. Nos relatos, são alegados péssimas condições de trabalho, pois o prédio está velho e não há reforma no local há mais de 10 anos.
O servidor afirma que a fiação do local está velha causando curto-circuito. Outra coisa preocupante são os colchões estão ‘podres’ causando doenças de pele, segundo o depoimento. “Muitos servidores já gastaram muito dinheiro com dermatologista para tratar impinja e outras micoses”, disse.

Colchões velhos no Centro de Internação Provisória de Santa Fé do Araguaia – Foto: Divulgação

Ele também contou que são vistos muitos animais peçonhentos no local como cobras, lacraias e escorpiões. Também foi relatado falta de EPI’s para a prevenção do coronavírus.

Escorpião no Colchões velhos no Centro de Internação Provisória de Santa Fé do Araguaia – Foto: Divulgação

Em nota à Gazeta, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) informou que o levantamento de materiais que já foram adquiridos e enviados para a Unidade a fim de iniciar os reparos previstos e que um alojamento aos servidores está em fase final de construção.
Sobre os colchões, a Seciju informou que em 2020 havia celebrado um Termo de Contrato para atender a demanda, entretanto não foi possível o atendimento por parte da empresa contratada em virtude da falta de matéria-prima (espuma) que é demanda do Exterior. Para tanto, o contrato findou em 31 de dezembro de 2020 e, uma vez que a demanda não pode ser resolvida pela contratada, está sendo aberto um novo processo licitatório para adquirir novos colchões o mais breve possível.

Colchões velhos no Centro de Internação Provisória de Santa Fé do Araguaia – Foto: Divulgação

Sobre as EPI’s contra o coronavírus, a pasta disse que todas as Unidades Socioeducativas estão recebendo material para a proteção individual de servidores e adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa na proteção contra a Covid-19.
Leias a nota na íntegra:

A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio da Superintendência de Administração do Sistema de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente, informa que está em tratativas para continuação da obra de construção do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Araguaína.

Sobre o Centro de Internação Provisória Santa Fé do Araguaia, o Setor de Obras finalizou o levantamento de materiais que já foram adquiridos e enviados para a Unidade a fim de iniciar os reparos previstos. Além disso, está em fase final de construção um alojamento para os servidores, a fim de ter maior comodidade e segurança.

Sobre os colchões, a Seciju destaca que em 2020 havia celebrado um Termo de Contrato para atender a demanda, entretanto não foi possível o atendimento por parte da empresa contratada em virtude da falta de matéria-prima (espuma) que é demanda do Exterior. Para tanto, o contrato findou em 31 de dezembro de 2020 e, uma vez que a demanda não pode ser resolvida pela contratada, está sendo aberto um novo processo licitatório para adquirir novos colchões o mais breve possível.

É importante ressaltar ainda que todas as Unidades Socioeducativas do Tocantins passam pelo processo de dedetização, desratização e descupinização de forma semestral, sendo a última realizada no Ceip de Santa Fé em meados de setembro de 2020, além do serviço de limpeza das fossas que estão devidamente regularizados e com tampas em todas, a fim de garantir a segurança e saúde de todos.

A Seciju informa também que todas as Unidades Socioeducativas estão recebendo material para a proteção individual de servidores e adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa na proteção contra a Covid-19.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]