Sintet quer que Estado suspenda também administrativo e feche escolas 100%

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 23/03/2020

Última atualização em 23/03/2020 20:03

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Profissionais da educação estão atemorizados

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet) encaminhou nota na qual exige que o governador Mauro Carlesse feche as escolas e suspenda atendimento ao público. O Sindicato notificou extrajudicialmente nesta segunda-feira (23), o governador Mauro Carlesse acerca da suspensão das aulas na rede estadual de estadual de ensino sem o fechamento das escolas.

O Sintet exige o fechamento das unidades de ensino da educação básica em todo o Estado devido à pandemia do coronavírus. Para o Sindicato, as escolas não devem realizar atendimento ao público, em razão de colocar em risco os funcionários de escolas.

O Sindicato pede ainda que a Secretaria Estadual de Educação (SEDUC) reveja com urgência o Memorando nº 189/2020, de 21 de março, que orienta sobre as medidas administrativas complementares quanto à organização do trabalho e funcionamento das unidades escolares e administrativas jurisdicionadas à SEDUC.

REDE MUNICIPAL
O Sintet também protocolou ofício na Secretaria Municipal de Educação de Palmas, solicitando a suspensão dos trabalhos administrativos de atendimento ao público. “O Sindicato entende que os esforços em combater a pandemia serão em vão se toda a unidade escolar não for fechada. Não podemos aceitar que os profissionais permaneçam expostos a esse risco”, disse o presidente do Sintet, José Roque Santiago.

Veja nota da Seduc sobre o assunto:

Gazeta do Cerrado entrou em contato com a Secretaria Estadual da Educação, Juventude e Esportes (Seduc). Em nota o órgão informou que, seguindo as determinações do decreto governamental 6.065/2020, orientou, inicialmente, o funcionamento parcial das escolas da rede estadual de ensino, que mantiveram apenas os trabalhos administrativos. Com as aulas suspensas, alunos e professores foram orientados a permanecer em casa.

Com o avanço da Covid-19 e a edição de novos decretos do Governo do Estado, a Seduc vem trabalhando para que haja o mínimo possível de aglomeração de pessoas. Desta forma editou uma normativa às Diretorias Regionais de Educação (DRE) determinando um regime de revezamento de servidores nas secretarias das escolas. Assim, a partir desta orientação, cada unidade de ensino deverá estabelecer escalas de trabalho de forma que fiquem dois servidores por turno, além dos vigias noturnos.

Além disso, no que diz respeito à administração, os servidores que se encontram nos grupos de risco ao coronavirus devem prestar os serviços, quando necessário, de casa, atendendo o que determina o decreto 6.072/2020 que, entre outras medidas, reforça a carga-horária reduzida e o revezamento de servidores no ambiente de trabalho.

Tal medida visa atender às determinações do Governo do Tocantins para evitar a proliferação do coronavirus, sem que o trabalho administrativo e demandas internas sejam completamente interrompidos nas escolas.

A Seduc reforça que vem trabalhando, junto a outros órgãos do Estado, no sentido de amenizar os impactos que esta pandemia tem causado em toda a sociedade, em especial na comunidade escolar. Esperamos poder retornar à normalidade, tão logo tudo esteja resolvido.

Veja também – Efeito pandemia: Governador decreta situação de emergência no Tocantins

#SóNaGazta
#CoronavírusNoTocantins
#EscolasEstaduaisDoTocantins
#TocantinsContraOCovid19

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]