Suspeito de ser o cabeça em esquema de desvio de emendas tem prisão preventiva decretada

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 11/07/2019

Última atualização em 26/08/2019 11:25

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Iuri Vieira Aguiar teve prisão preventiva decretada pelo suposto encabeçamento de um grupo que desviava recursos de emendas parlamentares por meio de instituições sem fins lucrativos em Araguaína. A decisão foi do juiz Antônio Dantas de Oliveira Júnior, da 2ª vara criminal de Araguaína.

Iuri já estava detido temporariamente, porém, com a nova decisão, a prisão dele não tem mais prazo para terminar. No documento, Antônio afirma que há indícios da prática de crimes contra a administração pública, lavagem de dinheiro e organização criminosa por parte do investigado.

Na sentença, o juiz escreveu deixou claro que levou em consideração depoimentos de outros investigados que confessaram participação no suposto esquema, além da periculosidade de Iuri Vieira Aguiar. Ele é presidente do Instituto Prosperar (IPROS), uma das ONGs investigadas.

A Gazeta tenta contato com o advogado de Iuri.

Entre os demais investigados no esquema, três tiveram as prisões revogadas a pedido da própria Polícia Civil. O entendimento foi de que eles estavam colaborando com as investigações e não apresentavam risco aos trabalhos.

Já João Paulo Silveira, que está detido em Palmas, teve a prisão temporária prorrogada. Ele se entregou após ficar foragido durante a primeira fase da investigação. A polícia acredita que ele é um dos verdadeiros donos de uma das ONGs investigadas.

A Operação

A Polícia Civil acredita que as licitações da ONG Instituto Prosperar (IPROS) foram direcionadas. Um dos principais indícios apontados pelos investigadores é o fato de que, em pelo menos quatro processos, as concorrências foram vencidas pela empresa de um dos diretores da própria IPROS.

A ONG teve acesso a recursos públicos através de convênios com o estado e emendas parlamentares nos últimos três anos. Ela seria responsável por desenvolver atividades ligadas à cultura e à arte.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]