Arroz Negro: Conheça a origem e os benefícios

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 27/08/2019

Última atualização em 27/08/2019 18:09

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Você está mudando para uma dieta mais saudável e não conhece o Arroz Negro? Se ainda não, está na hora de conhecer. Ele ganha até mesmo do Arroz Integral. Originário da China, onde é cultivado há mais de 4 mil anos, este arroz possui 20% a mais de proteínas e 30%  a mais de fibras que o arroz branco e menos gordura que o integral, além de ser menos calórico e possuir um teor de ferro bem alto. Na China,  era conhecido como Arroz Proibido e só podia ser consumido pelo Imperador e sua família.

O sabor suave e amendoado do Arroz Negro o faz aparecer em diversos pratos da Gastronomia mais sofisticada, principalmente acompanhando frutos do mar. Os grãos escuros e pequenos exigem um tempo de preparo maior e devem ser sempre servidos al dente. O único inconveniente deste ingrediente tão especial é seu preço, em torno de R$ 35,00 o quilo. Durante a semana trarei para vocês algumas sugestões de preparo para o Arroz Negro. Tenho certeza que depois de experimentarem, ele aparecerá com mais frequência em suas mesas.

Propriedades

Dentre as principais características e propriedades que o arroz negro possui, podemos citar:

  • Tem muito mais fibras e proteínas do que o arroz branco, cerca de 30% de fibras e 20% de proteína a mais, segundo a nutricionista Roberta Stella;
  • Tem menos gordura que o arroz integral e as fibras solúveis auxiliam na redução da taxa de colesterol;
  • É rico em magnésio, que ajuda a fixar o cálcio nos ossos;
  • A antocianina citada anteriormente dá a pigmentação dos grãos e é responsável pelo fato do arroz negro também ter ação antioxidante, protegendo o organismo de radicais livres;
  • É rico em compostos fenólicos, que ajudam a combater o envelhecimento precoce e protege a saúde de doenças;
  • Por ser rico em fibras, o arroz negro promove uma maior sensação de saciedade, retardando a fome. Com isso ele ajuda no funcionamento do intestino e reduz o volume abdominal, de acordo com a nutricionista Carol Morais;
  • Faz bem ao coração e ajuda a tratar alergias respiratórias.

Como consumir?

arroz negro

Existem várias formas de cozinhar arroz, mas tanto o integral como o negro necessitam de um tempo maior de cozimento devido ao fato de serem mais puros, ou seja, por ainda estarem com suas películas protetoras e não terem passado por nenhum processo de polimento, que é feito com o arroz branco.

Muitas pessoas não gostam do arroz integral, pois acham que ele é duro ou que demora muito para cozinhar para que fique num ponto mais molinho. Com o arroz preto não é diferente, pois como ele contém mais fibras até mesmo que o arroz integral, é preciso ter paciência e seguir os passos de quem tem mais experiência no assunto.

Sugerimos então preparar o arroz negro igual se prepara macarrão, assim como é feito na Itália, ou seja, ao invés de fritá-lo com alho e cebola no óleo, deve-se colocar o arroz negro na água fervente apenas com um pouco de sal. Deixe cozinhar por uns 30 ou 40 minutos e depois escorrer a água num escorredor de arroz. Depois de cozido, coloque um fio de azeite cru e, se for necessário, ajuste o sal.

Para quem não vive sem alho e cebola, também é possível cozinhar o arroz negro no método convencional. Basta fritar um pouco de alho e cebola no óleo ou azeite, depois acrescentar uma xícara de arroz negro e mexer até envolvê-lo na gordura. Coloque folhas de louro, sal ou o tempero de preferência e depois que dourar um pouco, acrescente três xícaras de água fervente e deixe cozinhar em fogo baixo e panela semi tampada por 50 minutos ou até que os grãos estejam macios.

Substituir o arroz branco pelo arroz integral já é uma prática muito indicada pelos nutricionistas, mas variar de vez enquanto pelo arroz negro também pode ser muito interessante não só pelo valor nutricional, quanto pela diversidade de sabores.

fontes: Site Oba Gastronomia e site Green Me

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]