Bloqueio de UTIs: Em nota, Estado nega riscos de desabastecimento e anuncia pagamento a Instituto nesta quinta

Por Maju Cotrim | 20/01/2021

Última atualização em 20/01/2021 21:12

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Equipe Gazeta do Cerrado

O Governo do Tocantins se manifestou na noite desta quarta-feira, 20, sobre os leitos de UTI geridos pelo Instituto Saúde e Cidadania (ISAC).

A gestão estadual assegura que concluiu as análises da prestação de contas do Instituto Saúde e Cidadania (ISAC), como também a conferência das notas fiscais emitidas. O processo para pagamento da Instituição – responsável pelas UTIs Covid-19 – já foi encaminhado para a Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ).

O governo diz ainda na nota: “o pagamento será realizado nesta quinta-feira, 21, e estará disponível para o Instituto, no decorrer do dia 21/01/2021”. O valor não foi informado.

Veja a íntegra da nota do Estado:

Nota de Esclarecimento
 
O Governo do Estado do Tocantins, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), informa que não há quaisquer riscos de desabastecimento, quanto a prestação de serviços referentes aos leitos de UTIs Covid-19, nas unidades hospitalares públicas estaduais.
 
A SES informa, ainda, que concluiu as análises da prestação de contas do Instituto Saúde e Cidadania (ISAC), como também a conferência das notas fiscais emitidas. O processo para pagamento da Instituição – responsável pelas UTIs Covid-19 – já foi encaminhado para a Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ).
 
Enfatiza-se que o pagamento será realizado nesta quinta-feira, 21, e estará disponível para o Instituto, no decorrer do dia 21/01/2021.
 
Palmas/TO, 20 de dezembro de 2020.
Secretaria de Estado da Comunicação
Governo do Tocantins

Entenda o impasse

O Instituto Saúde e Cidadania (ISAC) que administra leitos de UTI para Covid-19 nos três maiores hospitais do Tocantins, anunciou nesta quarta-feira (20) o bloqueio de parte dos leitos. A justificativa apresentada pelo instituto é de que há risco de desabastecimento nas unidades, mas não foi informado qual o produto que está sob risco de faltar. O Instituto afirma que há problemas no “abastecimento de materiais e medicamentos essenciais para o tratamento dos pacientes internados”.

O ISAC disse que os leitos bloqueados estão no Hospital Geral de Palmas e também nos Hospitais Regionais de Araguaína e Gurupi. Segundo a nota, “atualmente, as unidades citadas não possuem condições de novas admissões até que o abastecimento seja normalizado pelos fornecedores”.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]ado.com.br