Cabo da Polícia Militar, Pastor Nelcivan é solto; simpatizantes comemoram

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 20/08/2019

Última atualização em 20/08/2019 20:40

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

O cabo da Polícia Militar, Nelcivan Costa Feitosa que também é pastor foi solto no final da tarde desta terça-feira, 20, em Palmas. Ele estava preso há quase três meses.

Ele está solto mas tem várias restrições feitas pelo juiz como ingerir bebida alcoólica e fazer vídeos, áudios, imagens, textos, ou outros registros públicos, ou particulares que sejam encaminhados para qualquer pessoa que possa os tornar públicos, contendo críticas, ofensas, desrespeito, desacato, ainda que de forma subentendida, irônica, disfarçada, ou sob qualquer subterfúgio, contra qualquer Autoridade Militar ou Política.

Vários familiares e simpatizantes o recepcionaram e alguns chegaram a comemorar nas Redes sociais. Polêmico, ele ficou conhecido por fazer vários vídeos na internet.

Acusado de insubordinação, ele foi preso no dia 23 de maio deste ano. Seus familiares alegam que ele foi preso por perseguição.
Um exame de sanidade mental pela Junta Médica Oficial realizado nele, a pedido do Ministério Público Estadual, mas não constatou nenhum distúrbio mental.

Ele responde por vários crimes como incitamento, apologia a foto criminoso, recusa de obediência e insubordinação, publicação ou crítica indevida, calúnia, difamação, injúria contra superior e contra militar, além de desacato e desobediência, todos do Código Penal Militar.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

2 comentários

2 comentários
  1. José Oliveira Martins Responder
    22/08/2019

    A coisa está mais do que feia. Faz vergonha o descalabro referente denuncias de cobrança de propinas por parte do Governo tocantinense. São vários envolvidos visto que o propinoduto, caso seja verdade, o que não duvido, envolve, com certeza, várias pessoas ditas “importantes” da política. Não há como fzazer falcatruas sem conhecimento e ajuda de vários componentes. É esperar para ver. Que tem algo fedendo tem, não há como negar.

  2. José Oliveira Martins Responder
    22/08/2019

    De acordo com o Juiz não se pode criticar as ditas “otoridades”? Tenha dó meritíssimo. O Sr. está a exorbitar de suas competências. ..Proibir alguém de publicar suas críticas é o cumulo da idiotice. É uma vergonha.

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]