No Banner to display

Cínthia vai pedir reunião com Carlesse e sugere “lockdown conjunto” entre Palmas e vizinhos

Por Maju Cotrim | 01/08/2020

Última atualização em 02/08/2020 11:27

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

A Gazeta conversou com a prefeita de Palmas, Cínthia Ribeiro (PSDB) sobre esse momento de expansão do coronavírus na capital. Ela revelou que vai encaminhar na próxima segunda-feira, 3, um pedido de reunião com o governador Mauro Carlesse (DEM).

A capital tem 5.360 mil casos confirmados de Covid e já chegou a ter mais de 80% de ocupação de UTIs Covid essa semana. Como restrição  está em vigor o fechamento do comércio e serviços não essenciais a partir das 20 horas. Aulas também estão suspensas dentre outras limitações.

“Acho que a boa sintonia com os poderes favorece o diálogo, tenho interesse em sentar com o governador sobre essa situação, chamar os prefeitos para tomar uma decisão em conjunto”, disse

“O governador é a pessoa mais adequada para chamar os prefeitos e se ele não fizer isso que o secretário de saúde faça”, sugeriu.

A gestora afirmou ainda: “Tenho interesse em sentar com o governador e construir isso da melhor forma possível. Encontrar a alternativa e a saída tem que ser junto, não dá para fazer isolado”,’pontuou.

Ela informou que vai formalizar o pedido ao governador para um esforço em comum e sugere que seja alinhado um “lockdown conjunto” dentre as cidades da região metropolitana de Palmas  . “Seria a forma mais assertiva a ser feita”, disse.

Cínthia pediu que o Estado lidere essa discussão em conjunto com os prefeitos. “De nada adianta se eu fazer isso sozinha”, disse sobre a circulação de pessoas de outros municípios que fazem divisa com a capital.

Ela completou: “Palmas construiu um cenário um pouco confortável e por isso muita gente está vindo pra cá”, disse.

Cínthia disse que Palmas está interligada a várias cidades como Porto, Paraíso e o distrito de Luzimangues além de receber pessoas de vários municípios. “Estamos numa fase delicada que existe esforço de todos. Não existe o normal, nunca mais seremos os mesmos”, disse.

Porto e Paraíso enfrentam também um aumento de casos este mês.

“As pessoas não querem saber de quem é a responsabilidade, elas querem e merecem ser bem atendidas”, disse ao pregar um alinhamento dentre os governos e prefeituras nesta fase da covid.

Estrutura de saúde

A gestora citou o aumento de leitos na capital para ampliar a estrutura de saúde. “Dobramos a capacidade do município em leitos clínicos”, citou ao pontuar o reforço de leitos particulares.

“O que temos dificuldade é que com a falta de profissionais”, admitiu.

A Gazeta continua acompanhando os detalhes.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]