Com cortes da Capes, UFT perde cerca de 40 bolsas de pós-graduação

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 04/09/2019

Última atualização em 04/09/2019 08:30

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Equipe Gazeta do Cerrado

O presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Anderson Correia, anunciou, na última segunda-feira, 2, o bloqueio de mais 5.613 bolsas de pós-graduação que seriam ofertadas a partir de setembro.

O congelamento, que passa a vigorar deste mês em diante, soma-se a outras 6.198 bolsas que haviam sido bloqueadas no primeiro semestre de 2019. Ao todo, isso corresponde a 5,57% do total de vagas ofertadas pelo sistema em 2019.

Ao anunciar os números, Correa afirmou que o novo bloqueio representa R$ 544 milhões que deixam de ser investidos nas bolsas em quatro anos. Não há informações se elas serão retomadas. Para 2019, a medida representa R$ 37,8 milhões a menos de investimento em pesquisas de mestrado, doutorado e pós-doutorado.

A Capes financia também bolsas para professores de educação básica, mas a área ainda não foi atingida pelo contingenciamento. A previsão para 2020 é de que o orçamento da Capes caia para R$ 2,2 bilhões, o equivalente a 51%  previsto para este ano, que foi R$ 4,3 bilhões.

O secretário executivo do Ministério da Educação, Antonio Vogel, afirmou que a equipe está buscando alternativas para que não haja prejuízo na pesquisa do País. Ele, no entanto, não disse quais as estratégias que estão em análise. “Estamos vendo várias alternativas. Todas estão na mesa”, declarou. “Estamos preocupados, conversando com o governo federal, em busca de soluções para isso.”

Segundo o presidente da Capes, o bloqueio anunciado hoje foi realizado para garantir o pagamento das bolsas que estão em vigor.

Tocantins

Em conversa com o reitor da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Luís Eduardo Bovolato, afirmou que já estava ruim ficou ainda pior. “Isso afetou todas as universidades, ainda mais as pequenas. Só a UFT perdeu cerca de 40 bolsas de pós-graduação”, revelou o reitor.

“Agora, só podemos lamentar, reclamar e formalizar nossa insatisfação e tentar pressionar. O governo diz que isso faz parte de mais um contigenciamento. O primeiro corte ainda afeta o orçamento para 2020”, afirmou Luís Eduardo.

O reitor ainda destaca que este corte não só afeta as bolsas, mas também as pesquisas de extensão.

Orçamento pela metade

Mais cedo, o Ministério da Educação (MEC) informou que o orçamento da Capes seria contingenciado pela metade. De acordo com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a medida é necessária para garantir que as federais tenham, no ano que vem, quase o mesmo montante de recursos destinados em 2019 para custear as atividades.

“Quase tudo vai ficar igual ou melhor. O único lugar que teremos de apertar e vai aparecer número ruim será na Capes. Vai sair o número, o pessoal vai gritar, mas será resolvido”, garantiu o ministro.

O projeto de lei orçamentária enviado ao Congresso pela equipe econômica destina R$ 101,2 bilhões para o Ministério da Educação arcar em 2020 com todas as suas despesas obrigatórias, como os salários, e discricionárias, usadas para bancar custeio e investimento. Trata-se de uma queda significativa ante os R$ 123 bilhões aprovados para 2019.

* Com informações do Estadão Conteúdo

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]