Comunidade Pankararu do Tocantins cobra agilidade em demarcação de terra e reativação da Casa do Índio

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 11/02/2020

Última atualização em 11/02/2020 13:38

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

No último dia 07 de fevereiro, Dia Nacional da Luta dos Povos Indígenas, lideranças da comunidade Pankararu do Tocantins cobraram da Procuradoria da República e da Fundação Nacional do Índio (Funai) agilidade no processo de demarcação de terra e reativação da antiga Casa do Índio, localizada nas proximidades das cidades de Gurupi e Dueré. Os processos estão tramitando desde 2001 e, assim, a comunidade indígena vive sem território demarcado.

Participaram da reunião o Procurador da República no Município de Gurupi, Humberto de Aguiar Júnior, e o Coordenador Local da Funai em Gurupi, Euclides Lopes.

“Queremos ter o direito à terra. Estamos no Estado desde da década de 60, nas cidades de Gurupi e Figueirópolis, vivendo na cidade, sem cultuar nossa tradição. Estamos em vulnerabilidade social e precisamos da ajuda do Governo Federal. Os processos continuam parados há anos e não podemos mais perder a nossa cultura e viver nas condições que estamos”, afirma o Cacique Genildo Pankararu, liderança da comunidade.

Pankararu do Tocantins

Originários do Sertão Pernambucano, da aldeia Brejo dos Padres, em Petrolândia (PE), os Pankararu do Tocantins residem nas terras tocantinenses desde a década de 60, fugidos de posseiros, fazendeiros e da seca do nordeste. Vivem atualmente nos centros urbanos de Gurupi, Figueirópolis e Palmas. Entre os rituais tradicionais dessa comunidade estão o Menino do Rancho, Toré e Corrida do Umbu.

A comunidade aguarda resposta do processo judicial de demarcação de terra desde 2001, junto ao Ministério Público Federal.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]