Bioconstrução em movimento, curso no Cerrado, entre 20-22 de Janeiro

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 13/01/2017

Última atualização em 26/08/2019 12:36

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

biocontrucao

A terra crua foi largamente utilizada como material de construção em quase todos os climas quentes-secos e temperados do mundo, com registros de mais de 9.000 anos de uso. As técnicas de construção com terra, um material local e de baixo impacto ambiental, são ancestrais e apresentam inúmeras vantagens, como: Alta inércia térmica (capacidade de “atrasar” a entrada e saída do calor e para dentro dos ambientes); regular a umidade; filtrar a radiação eletromagnética; absorver contaminantes; desempenhar função estrutural; conservar a madeira e outros materiais orgânicos; e, além de tudo, é uma tecnologia de fácil apropriação, por não exigir queimas em altas temperaturas ou processos industrializados, sendo ideal para processos de autoconstrução. Cada vez mais as pessoas demandam edificações eficientes econômica e energeticamente, valorizando a saúde e um clima interior equilibrado.

Durante os três dias deste curso de bioconstrução os alunos poderão aprender os processos construtivos do adobe (tijolos de terra crua), do pau-a-pique (também conchecido como quincha ou bahareque), terra ensacada (hiper e super adobe), revestimentos (rebocos e tintas naturais), piso de terra crua e ferro-cimento. Ministrado pelos professores bioconstrutores Cobi Shalev e Marcelo Pereira, em uma nova parceria do Coletivo Adamá com os Low Construtores Descalzos, este curso aborda uma grande variedade de técnicas de forma teórica e prática.

O curso terá três dias de duração (20-22 de janeiro de 2017) e o investimento é de R$ 700,00 por pessoa. Está incluído hospedagem em camping (área coberta), três refeições diárias (ovo-lacto-vegetarianas), dois lanches por dia (entre refeições) e certificados de participação.

As vagas são limitadas.

biocontrucao-03

________________________________________________________________________

FORMA DE PAGAMENTO

  • Um depósito de R$150,00 como entrada e garantia da vaga (enviar o comprovante pro e-mail [email protected]).

  • Dois cheques pré-datados de R$275,00 para 30 e 60 dias, que devem ser entregues no início do curso.

    Possibilidade de descontos

  • Pagamentos à vista ou estudantes de até 26 anos tem desconto de R$50,00. Nestes casos, o valor total a ser pago é R$650,00.

*Estudantes devem anexar comprovante de matrícula junto ao comprovante de pagamento.

Conta para depósito:
Lia Milman
Banco 013 – Caixa Econômica Federal
Ag 3620 – 013
Poupança 6171-0

biocontrucao-04________________________________________________________________________

ACOMODAÇÕES

As acomodações são em camping em área coberta ou aberta. Os banheiros são de uso coletivo.
Se barracas e colchões forem necessários, poderemos disponibilizar, basta entrar em contato com antecedência através do e-mail, fazendo a requisição.
Também há a possibilidade de quartos compartilhados e suítes, com um acréscimo de R$60,00 a R$120,00. Para esta opção, entre em contato por e-mail que forneceremos mais detalhes.

RECOMENDAÇÕES

Trazer

  • Roupas para bioconstrução: Luvas de proteção, sapato fechado, chinelo, calças compridas, camisetas que possa sujar, chapéu.

  • Repelente, protetor solar, itens de higiene pessoal (de preferência biodegradável), trajes de banho, toalhas.

  • Material para anotações: Caderno, lápis, canetas.

  • Disposição e vontade de trabalhar!

Não trazer

  • Drogas ilícitas.

    biocontrucao-02

_______________________________________________________________________

HORÁRIO E DATA DE CHEGADA

A data de chegada é um dia antes do início do curso, quinta-feira (19/01), pelo final da tarde.

Caso for chegar após as 20h, favor avisar por e-mail ou telefone.

O curso será iniciado no dia 20/01 (sexta-feira) às 07h30 e terminará as 15h do dia 22 (Domingo).

COMO CHEGAR

De Brasília: Pegar um ônibus na rodoviária interestadual de Brasília em direção a Goiânia ou Anápolis, e descer na cidade de Alexânia.
De Goiânia: Pegar um ônibus na rodoviária de Goiânia, em direção a Brasília, e parar na cidade de Alexânia.
De Alexânia pode-se pegar um taxi para a cidade de Olhos d’Água. O custo do taxi é de 30-35 reais. Não há ônibus que vá para Olhos d’Água, mas há um ponto de carona que fica na rua principal de Alexânia, em frente aos irmãos serralheiros.
O curso será realizado na Vila Mamulengo, na propriedade do Chico Simões.

Qualquer dúvida, entre em contato pelo telefone ou e-mail.

CONTATO

Telefone

Cobi e Lia: +55 62 999-198-170 (whatsapp)

E-mail [email protected]

Página no Facebook: https://www.facebook.com/adamaarq

biocontrucao-05

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]