No Banner to display

DECRETO! O que pode e o que não pode funcionar agora em Palmas: comércio com restrições

Por: Maju Cotrim | 18/03/2020

Última atualização em 18/03/2020 22:54

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Maju Cotrim

A prefeitura de Palmas fez uma coletiva virtual após o primeiro caso de coronavírus na capital. A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro e o secretário municipal Daniel Borini falaram sobre o caso e as medidas de prevenção na capital.

Veja aqui a íntegra do decreto.

O decreto suspende o funcionamento de shoppings, cinemas e feiras. Não se incluem nas suspensões os estabelecimentos médicos, hospitalares, unidades de saúde, laboratórios de análises clínicas, farmacêuticos, psicológicos, clínicas de fisioterapia e de vacinação, distribuidoras e revendedoras de gás, postos de combustíveis, supermercados e congêneres.

Os bares e restaurantes instalados em estabelecimentos de hospedagem, para atendimento exclusivo dos hóspedes, deverão observar, na organização de suas mesas, a distância mínima de 2 (dois) metros entre elas.

Os titulares da administração direta e indireto do Município ficam autorizados, por ato próprio, a estabelecer escalas de horários para o cumprimento da jornada de trabalho, desde que seja mantida a eficiência e que não haja prejuízos à população, convocar servidores públicos municipais, autorizar horas extras.

Vamos aos principais pontos e declarações da coletiva:

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro tranquilizou a população sobre o cenário.”Autoridade sim está estabelecida no momento em que divulgarmos informações oficiais quer seja no canal da prefeitura ou no da prefeita”, disse.

Ela pediu que baixem a guarda e encham o coração de paz, solidariedade e tranquilidade. “Aqui também está uma mãe, uma filha, uma cidadã que tem obviamente várias preocupações com os destinos da nossa cidade”, disse.

Ela reafirmou a necessidade de esvaziar um pouco na discussão política ou bandeiras. “São vidas que estão em jogo”, disse. Ela pediu que todos sejam auto-vigilantes. “O isolamento é necessário. Não é um período de férias nem sabático… é um momento de nos resguardamos e nossas famílias”, pontuou. Ela falou em resguardar cidades e vidas.

Ela anunciou um novo decreto traz medidas mais severas e será publicado ainda hoje. “Houve mudança no quadro e no status, na medida do avanço da situações vamos pautar todas as mudanças”, garantiu.

Secretário anuncia medidas

O secretário Daniel foi o porta-voz das medidas. Ele falou que todas as áreas do município estão integradas e que a capital tem todos os insumos e medicamentos necessários.

Para evitar aglomeração, o fluxo de pessoas será redirecionado nas UPAs. Ele admitiu que pode haver restrição no acesso nas UPAs. “Vamos sim restringir o acesso e a possibilidade de atendimento aos casos mais simples nas unidades de saúde”, disse. “Vamos seguir de fato o protocolo de urgência e emergência”, pontuou. O atendimento passará a ser para casos mais graves e expansão do horário a noite. Servidores serão contratados para o alongamento do horário.

Outra medida: a proteção de todos os servidores através da regulamentação do uso dos servidores. Os que estão no grupo de risco sairão da linha de frente e homeoffice.

Moradores de rua

O secretário falou que o consultório móvel vai atender os moradores de rua da capital que serão encaminhados para os locais necessários.

Atuação de bares

O decreto vai ainda limitar funcionamento de bares e restaurantes. “Para esse isolamento se cada um não fizer nosso papel as coisas vão tomar outra vertente”, disse. Segundo ela, é preciso o apoio passivo.

Transporte coletivo

Sobre as mudanças no transporte coletivo, a prefeita disse que a higienização dos ônibus e rotineira e que isso foi intensificado. “O Decreto que vamos publicar traz novas recomendações e regulamentações sobre horário especial de funcionamento”, disse.

Ele explanou o plano de contingência da prefeitura.

A Diretora de Vigilância, Marta Malheiros falou do controle dos casos. Ela garantiu que todo o acompanhamento é feito para os casos suspeitos.

Aulas

As aulas continuam suspensas até nova avaliação em todas as 72 unidades da gestão. Sobre a possibilidade das escolas ofereceram alimentação para as crianças, a gestão estuda o caso e a possibilidade de levar merenda até os alunos.

Caso Kellen

A paciente, advogada, de 42 anos é o primeiro caso de coronavírus confirmado em Palmas. Ela apresentou calafrios, cansaço e dor no corpo após retorno de viagem a Fortaleza/CE, no dia 8 de março, onde participou de um congresso. A paciente realizou o acompanhamento e o exame na rede privada e está estável em isolamento domiciliar, junto com familiares. A SES e a Secretaria Municipal de Saúde de Palmas iniciam, neste momento, a busca pelos contatos da paciente para monitoramento e orientações diárias.

#Coronavírus
#NovoCoronavírus
#Covid19
#CoronavírusEmPalmas
#CasoConfirmado

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]