No Banner to display

Dez formas de como economizar água durante o isolamento

Por: Maju Cotrim | 07/04/2020

Última atualização em 07/04/2020 09:15

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Diante da pandemia de Covid-19, a recomendação dos órgãos sanitários e das autoridades médicas é para que as pessoas evitem aglomerações e deslocamentos que não sejam essenciais. O período também exige atenção redobrada com a limpeza e higiene pessoal e, nesse sentido, é fundamental alguns cuidados básicos para evitar o desperdício de água, o que pode também auxiliar no controle do orçamento, com a redução do consumo mensal.

A BRK Ambiental, prestadora de serviços de água e esgoto em mais de 100 municípios brasileiros, abrangendo 15 milhões de pessoas, reforça a necessidade de atenção ao consumo consciente de água e apresenta algumas dicas de como reduzir o desperdício no dia a dia.

É sempre importante reforçar que a água é um dos recursos naturais mais importantes para garantir a sobrevivência humana, porém ele é finito é deve ser utilizado de forma consciente. Pequenas mudanças de hábitos podem fazer uma grande diferença para o meio ambiente, além de contribuir para a redução do consumo mensal”, diz Sandra Leal, Engenheira da BRK Ambiental.

Cronometre o banho

Uma ducha de 15 minutos com o registro aberto gasta, em média, 135 litros de água. Já um banho de 5 minutos, com a torneira fechada enquanto se ensaboa, diminui a média de consumo para 45 litros. O ideal é optar por banhos rápidos, que durem o tempo necessário para fazer a higienização do corpo. Além disso, para potencializar a economia, desligue o chuveiro ao lavar os cabelos e ao se ensaboar.

Desligue a torneira

Ao escovar os dentes, lavar o rosto ou as mãos com a torneira aberta, uma pessoa pode gastar cerca de 12 litros de água. Por isso, a dica é fechar bem as torneiras sempre que não estiver usando a água, por exemplo, enquanto escova os dentes ou ensaboa as mãos.

Ensaboe a louça de uma só vez

Antes de lavar a louça, retire as sobras de comida com o apoio de um guardanapo ou toalha de papel e ensaboe todas de uma só vez, com a torneira fechada. Depois, faça o enxágue. Outra sugestão é lavar os utensílios menos engordurados primeiro. Assim, a gordura não se espalha para os demais itens.

Limite o uso da máquina de lavar

Quando possível, utilize a máquina de lavar roupas na capacidade máxima e em ciclos completos de lavagem. Para isso, acumule mais roupas para lavar tudo de uma vez. Além disso, alguns eletrodomésticos mais modernos oferecem ainda um modo econômico, capaz de gastar até 30% menos água e energia.

Reaproveite a água da máquina de lavar

A água utilizada na máquina de lavar costuma ser descartada pelo ralo. No entanto, por conter apenas resíduos de sabão, na maioria dos casos, ela pode ser reaproveitada e servir para lavar pisos, o quintal ou até mesmo para regar plantas.

Não lave calçadas com mangueiras

Lavar a calçada com mangueira pode representar um gasto de 120 litros de água. Portanto, prefira usar a vassoura para fazer a limpeza.

Feche bem as torneiras

Uma torneira vazando pode desperdiçar até 40 litros de água por dia. Se perceber esse problema, é fundamental realizar a troca ou o conserto. Se a resolução for demorar alguns dias, não deixe de recolher a água para que seja possível reutilizá-la.

Lave o carro com baldes

Não use a mangueira para lavar o carro — opte por baldes. Outra forma de economizar é a ecolavagem, que deixa o veículo limpo e protegido com menos de um litro de água. Basta ter dois panos de microfibra, um shampoo especial para lavagem e um borrifador com 400 ml de água.

Se possível, implemente a descarga com válvula de duplo acionamento

Já existem sistemas desenvolvidos para liberar água da descarga de acordo com a necessidade, um exemplo é a válvula de duplo acionamento. O sistema pode ser instalado em descargas de parede ou em caixas acopladas.

Verifique e corrija vazamentos

Infiltrações e vazamentos podem acontecer sem que você perceba e representar um elevado desperdício de água – além de dar um susto na conta que chega no final do mês. Goteiras e manchas na parede são indícios que aparecem quando problemas maiores já se instalaram há mais tempo. Outros sinais são mofo, pintura com bolhas, pintura com aspecto umedecido e bolor.

Texto/ Fonte: BRK Ambiental

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]