Dez maneiras de tornar as festas infantis mais sustentáveis

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 17/07/2019

Última atualização em 26/08/2019 12:18

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Festa de criança é uma delícia! Bolo, brigadeiro, pipoca e algodão doce, sem contar a decoração que dá o tom da alegria. Porém, ao final do aniversário, você já parou para observar a quantidade de lixo produzido?

Por serem práticos, copos, garfos, papéis e mais uma série de descartáveis se acumulam após as comemorações, um impacto negativo ao meio ambiente. Apesar deles sempre aparecerem como primeira solução para esse tipo de evento, existem algumas dicas e estratégias que podem deixar as festinhas infantis mais sustentáveis. Confira as ideias abaixo.

1. Utensílios de plástico
Já passou da hora de dizer adeus aos pratos, garfos e copos de plástico e o mercado já está preparado para isso. Apesar das festas, geralmente, terem um tema, esses utensílios podem ser vidro, inox ou plástico durável. “Opte por talheres, copos e travessas que possam ser reutilizados nas próximas festinhas. Uma boa dica é escolher essas peças em cores neutras. Você também tem a opção de locar estes itens ao invés de comprar”, aconselha Jéssica Pertile, bióloga e sócia-proprietária da Beegreen.

2. Desperdício de alimentos
Calcular a comida e as bebidas de forma precisa é muito difícil. Para não faltar, a maioria das pessoas faz a conta, arredondando para cima. Caso você tenha ajuda de um buffet, fica mais fácil determinar as quantidades, uma vez que é possível fechar pacotes. Ainda mais, a contratação de uma empresa permite com que a comida seja feita na hora, para ser servida fresquinha e de acordo com o volume atual da festa. Sobrou muito? Nada impede o congelamento dos salgadinhos ou a doação imediata para alguma instituição.

3. Reaproveitamento da decoração
Aqui, a criatividade rola solta. Você pode decorar com móveis e objetos que tem em casa, ou então apostar em materiais reutilizáveis. “Para o painel, usamos papelaria em PVC ao invés do papel. Dessa forma, o mesmo material é utilizado várias vezes, sem ter que imprimir festa a festa”, explica Marianna Mota, do buffet infantil Quintal de Contos. Ela também dá a dica de personalizar a mesa com itens de função dupla. “Para mesa da decoração, trabalhamos com papelaria personalizada que, além de decorar, é utilizada como a própria lembrancinha da festa”.

Para conseguir peças mais acessíveis e sustentáveis, vale também aproveitar madeiras de restos de obras. Elas podem virar suporte para mesas, quadrinhos animados, painéis e outros objetos decorativos. Se não tiver a ajuda de alguém especializado, vale colocar a mão na massa e seguir um do it yourself de casa.

A gaiola é uma ótima alternativa para dispor as bebidas do lado de fora da casa. Para deixar o cantinho descolado, acomode os drinques ao lado de arranjos tropicais. A decoração vai surpreender os convidados! (Foto: Cacá Bratke/ Editora Globo) A gaiola é uma ótima alternativa para dispor as bebidas do lado de fora da casa. Para deixar o cantinho descolado, acomode os drinques ao lado de arranjos tropicais. A decoração vai surpreender os convidados! (Foto: Cacá Bratke/ Editora Globo)

4. Comprar pronto ou fazer em casa?
Como já dito, um buffet fica responsável por manejar a quantidade das comidas, bem como uma decoração profissional. Porém, nem sempre as empresas que contratamos têm uma consciência sustentável. “Em casa pode ser um pouco mais trabalhoso, mas você pode controlar ao máximo a geração de resíduos e também os ingredientes”, aponta Jéssica.

Utilizar os refratários e formas que você já tem para servir as comidas também é uma medida fácil que elimina o uso de descartáveis. Caso você opte por comprar bolo e salgadinhos, entregue os recipientes para o produtor, para que ele possa devolvê-los com os alimentos dispostos, eliminando caixas de papelão e bandejas de plástico.

Já para os docinhos, as casinhas de papel e plástico podem ser trocadas por retalhos de tecido. É só higienizá-los e acomodar o brigadeiro e o beijinho.

Você sabia que a lembrancinha pode ser dada antes da festa? Isso acontece nos casos em que o convite é tão gracioso que serve de presentinho. Neste caso, o convidado é chamado para o chá de bebê e ainda leva, de mimo, uma maletinha fofa de metal. (Foto: Cacá Bratke/Editora Globo) Você sabia que a lembrancinha pode ser dada antes da festa? Isso acontece nos casos em que o convite é tão gracioso que serve de presentinho. Neste caso, o convidado é chamado para o chá de bebê e ainda leva, de mimo, uma maletinha fofa de metal. (Foto: Cacá Bratke/Editora Globo)

5. O papel é melhor que o plástico?
Muitos acreditam que vale trocar o plástico pelo papel, como por exemplo, no uso de canudos. “Os utensílios de papel também são de uso único. E seu processo de produção também acaba agredindo muito a natureza para ser utilizado apenas uma vez e descartado”, alerta Jéssica. Mas, caso você não tenha opção de troca, o papelão sai em vantagem porque sua degradação é mais rápida e o material pode ser compostado

6. O plástico nos presentes
Os embrulhos de presentes também são feitos de plástico, na maioria das vezes. Lembre os seus convidados desta informação e peça para evitar o uso. Marianna dá a dica de colocar as lembranças em sacos de TNT. Isso vale tanto para juntar os presentes em embalagens maiores, quanto se você for um convidado da festa.

7. Diga não aos balões
Os balões são clássicos dos aniversários infantis, mas você pode eliminá-los utilizando outros itens para decorar. “O legal é optar, por exemplo, por bandeirinhas de papel, toalhas divertidas, fitas, fios, flores, e os brinquedos da própria criança que vão dar um ar todo especial para a festa”, indica Jéssica.

Lembre-se também que o gás hélio é de fonte não renovável e é utilizado em setores como a medicina e ciência. Seu esgotamento pode ser um problema futuro, que muitos não levam e consideração.

8. Sustentabilidade nas brincadeiras
A programação que vai animar os pequenos pode ser mais sustentável. “Quando brincamos de pega-pega, pique-esconde, essas brincadeiras clássicas, precisamos apenas das crianças. Esse tipo de atividade não gera nenhum resíduo e é diversão garantida”, afirma Jéssica.

Apesar de criativas e diferentes, algumas atrações, como a pintura e o artesanato, pedem o uso de papel, pincéis e outros utensílios descartáveis. Por isso, nem sempre são a melhor opção quando falamos em sustentabilidade.

9. Convites eletrônicos
Além de eliminarem o papel ou qualquer outro tipo de material, eles podem ser personalizados especialmente para a sua festa e, inclusive, ajudam a economizar na impressão.

10. Estimule os convidados a serem mais sustentáveis
“Deixe lixeiras separadas para cada tipo e resíduos, assim eles podem separá-los e acaba facilitando o seu trabalho depois, se quiser, coloque alguns cartazes incentivando a coleta seletiva”, diz Jéssica. Caso você faça o uso de descartáveis, espalhe pela festa canecas com canetinhas, para que as pessoas identifiquem seus copos e pratos.

fonte: Casa e Jardim

 

Gazetadocerrado.com.br – Para mentes pensantes

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

AL-AGE-Inst-Dez-01_a_15/12/19
ASSECAD NOVO 11/02/2019

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]