No Banner to display

E a Polícia Civil? Sindicato dos Delegados manifesta indignação e questiona parcialidade das promoções

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 24/04/2019

Última atualização em 26/08/2019 11:19

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

O Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Tocantins (Sindepol-TO) divulgou uma nota nesta quarta-feira, 24, onde repudia a promoção feita à mais de 1700 Policiais Militares no último dia 22, pelo Governo do Tocantins.

Na nota, o Sindepol disse enteneter que a promoção é um direito fundamental que garante a valorização profissional mas questiona sobre a não imparcialidade do ato.

Confira a nota na íntegra: 

O Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Tocantins (Sindepol/TO), no desempenho de suas atribuições estatutárias, vem a público expressar indignação e repúdio ao ato de concessão de promoção feito somente aos militares, na última segunda-feira, 22, assinado pelo Governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, durante evento solene no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar.

Lembrando que no dia 21 deste mês foi comemorado o Dia do Policial Civil e Militar e estranhamente no dia 22 o Governo do Estado concede promoção somente aos militares, deixando mais uma vez de lado, a Polícia Civil.

A promoção foi concedida para mais de 1700 Policiais e Bombeiros Militares. Entendemos que a promoção não é um benefício e sim um direito fundamental que garante a valorização do profissional mediante o desempenho e qualidade dos serviços prestados, sua qualificação e méritos e parabenizamos aos promovidos, no entanto, o que aqui se discute é a parcialidade do ato.

Outro fato que nos causa estranheza é essa atitude contrária ao argumento da Medida Provisória nº 2 estabelecida pelo próprio Governador do Estado que busca suspender as progressões dos servidores públicos estaduais, dentre outros direitos, pelo prazo de 30 meses em decorrência do tal desenquadramento que o Estado afirma ter com relação à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e o desequilíbrio das contas públicas.

Entendemos que o desrespeito com a Polícia Civil não é de hoje, trabalhamos sem estrutura, delegacias em condições precárias, sem viaturas, em locais insalubres, sem horas extras, sem promoções e outros tantos descasos e mesmo assim garantimos a segurança pública no Estado, pois esse é o dever da Polícia Civil.

Diante de tamanha disparidade afirmamos mais uma vez o nosso compromisso em defender os direitos dos filiados e deixamos claro que buscaremos medidas judiciais, pois a promoção é um direito de todos.

Fonte: Kiw Assessoria

________________________________________________________________________

Gazetadocerrado.com.br – Para mentes pensantes

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

AL-AGE-Inst-Dez-01_a_15/12/19
ASSECAD NOVO 11/02/2019
BRK-06-06-2019

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
majucotri[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]