Educação: Dorinha articula cursos profissionalizantes para jovens indígenas

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 03/03/2020

Última atualização em 03/03/2020 09:29

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

A deputada professora Dorinha visitou o reitor do Instituto Federal do Tocantins, Antônio da Luz Junior, para solicitar a implantação de cursos profissionalizantes em regiões com déficit de qualificação técnica, como é o caso de Tocantínia e Lagoa da Confusão. A deputada pediu a parceria do Instituto para o desenvolvimento de um trabalho focado no atendimento à juventude indígena.

Acompanhada de Marcelo Lucena, liderança política de Tocantínia, a deputada abordou os prejuízos da ociosidade ao público em questão. Segundo ela, a falta de qualificação e renda leva jovens indígenas “ao alcoolismo e ao suicídio”.  

“Pelo grande número de jovens indígenas, que, mesmo após os programas de acesso ao ensino superior, continuam sem emprego e renda, precisamos viabilizar um trabalho de qualidade que explore potencialidades como o artesanato, a piscicultura e a produção de grão. A qualificação técnica tem o poder de transformar realidades em tempo hábil, de forma facilitada e acessível”. Para a parlamentar, o projeto pode associar empenhos do Ministério da Educação, Ministério da Agricultura, Sebrae e IFTO. 

Em conformidade com a percepção de Dorinha, o reitor do IFTO completou: “o trabalho deve ser desenvolvido de acordo com a realidade de cada região e o espaço disponível para essas pessoas atuarem. Se já têm propriedade rural, como transformar essa propriedade em  um espaço rentável ? Precisamos qualificar as pessoas e torna-las aptas a produzir renda”. Outras audiências entre a deputada e o reitor devem ocorrer para definir linhas de atuação para a implantação dos cursos.  

Campeã na destinação de recursos para a Educação do Tocantins, Dorinha já destinou mais de R$ 3 milhões para construção de refeitório e outras obras no campus do IFTO em Palmas, também empenhou R$ 500 mil para a construção de guarita de vigilância no campus de Porto Nacional,  R$ 830.164,83 ampliação do campus de Colinas, R$ 500 mil construção do refeitório do campus de Dianópolis,  R$ 3,7 milhões para a construção da sede do campus de Lagoa da Confusão, entre outras destinações.

O total de emendas da parlamentar só para o IFTO é de R$11.082.290,64, considerando os outros mandatos.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]