Estado quase triplicou apreensões de madeira ilegal este ano

Por Gazeta do Cerrado | 20/11/2020

Última atualização em 20/11/2020 16:09

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

A ocorrência mais recente foi registrada na tarde de ontem, 19, no km 8 da BR 226, zona rural no município de Palmeiras Do Tocantins/TO. Na oportunidade, os policiais rodoviários federais abordagem um caminhão carregado com madeira serrada.

Durante a fiscalização, o condutor do caminhão apresentou documentos fiscais e ambientais que, em tese, permitiriam o transporte. No entanto, ao realizar as medições devidas, a equipe constatou que a quantidade de madeira transportada era maior que a expressa na documentação.

A madeira nativa serrada de Lecythis Pisonis (Sapucaia) transportada estava em quantidade, aproximadamente, 4,5 m³ maior que a prevista na nota fiscal e documento florestal. Segundo a documentação, a madeira teria sido extraída no Estado do Pará e tinha como destino o Estado da Bahia.

Assim, tendo em vista a divergência na quantidade, conforme previsto em norma reguladora, toda a carga deve ser apreendida e o documento de origem florestal invalidado para todos os efeitos.

Diante das informações elencadas foi constatada, a princípio, crime de Transportar, adquirir, vender, madeira, lenha, carvão sem licença válida, art. 46 da Lei 9.605/98.

O veículo e carga foram retidos e encontram-se à disposição da Polícia Militar Ambiental.

Dados Tocantins

Em todo ano de 2019, a PRF apreendeu 566,63 m³ de madeira transportada ilegalmente. Até o dia 19/11 do corrente ano, o número apreendido já é 2,7 vezes maior que todo ano de 2019, um total de 1.554,95 m³ de madeira transportada ilegalmente foram apreendidos.

Com base nos documentos ambientais e informações dos condutores dos veículos, a maior parte da madeira apreendida é extraída da região amazônica, principalmente do Estado do Pará, e tem como destino as regiões Centro-Oeste e Nordeste do Brasil.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
majucotrim@gazetadocerrado.com.br

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
marcojacob@gazetadocerrado.com.br

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
portal@gazetadocerrado.com.br

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
comercial@gazetadocerrado.com.br

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
marcojacob@gazetadocerrado.com.br