#Gazetanaestrada: Conheça a Pedra da Baliza, mais que um marco geográfico, um patrimônio tocantinense

Por Maju Cotrim | 05/02/2021

Última atualização em 07/02/2021 10:06

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

De Mateiros- Maju Cotrim
Fotos: Gazeta do Cerrado

A semana foi marcada por um ato de vandalismo que mobilizou toda comunidade e redes sociais. A Pedra da Baliza, na região do Jalapão, foi pichada por dois jovens e a comunidade colocou literalmente “a mão da massa” para restaurar o patrimônio sem danificar.

A Gazeta pegou a estrada e foi até a Pedra da Baliza nesta sexta-feira, 5, mostrar um pouco mais do atrativo que fica na região de Mateiros.

Começando o roteiro passamos por paisagens lindas da Estação ecológica Da Serra Geral , área protegida pelo ICMBIO. Na divisa do Tocantins com a Bahia um misto de cenários não só físicos mas também sociais.

Um vasto campo de soja e caminhões pelo trecho de estrada de terra. Fomos por Dianópolis o que chega a 520 km até o local do atrativo,

Pedras em vários formatos enchem nossos olhos com uma paisagem nativa do cerrado.

Assista abaixo o vídeo mostrando os detalhes da pedra e de como foi a reação popular ao ato de vandalismo:

Sobre a pedra

A Pedra da Baliza é um marco geográfico na divisa entre o TO e a BA e um dos principais e mais visitados pontos turísticos junto ao entorno da Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins.

Antigamente acreditava-se ser o local de divisa entre quatro estados: TO, BA, PI e MA. Sua importância está no fato de ser um ponto de referência visível à longa distância. As pessoas que se deslocavam na região a utilizavam para orientação. Com a evolução dos meios de georreferenciamento, constatou-se que não é exatamente o ponto de divisa destes estados. No entanto, a formação rochosa que representa este marco é visitada até os dias de hoje. Cite-se que o local já é bem conhecido e já constitui ponto de parada de turistas, sendo considerado um patrimônio histórico, cultural e geológico.

Fonte: Plano de Manejo da ESEC Serra Geral do Tocantins, ICMBio, 2014.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]