Governador e Prefeitura de Dianópolis lamentam morte de líder quilombola

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 28/11/2019

Última atualização em 28/11/2019 19:16

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

A morte de Dona Camila, matriarca da Comunidade Quilombola Lajeado gera repercussão em todo o Estado.

Vô Camila, como era carinhosamente pela comunidade faleceu nesta quinta-feira, 28, aos 81 anos de idade.

O governador Mauro Carlesse encaminhou uma nota lamentando a morte de Dona Camila. Segundo o governador, a matriarca é a personificação de força das mulheres quilombolas no Tocantins.

Confira a nota na íntegra

Com imenso pesar recebi, na tarde desta quinta-feira, 28, a notícia do falecimento da Dona Camila, matriarca da comunidade quilombola do Lajeado, distrito de Dianópolis.

Incansável e ferrenha defensora dos direitos da comunidade, Dona Camila é a personificação da força das mulheres quilombolas do Tocantins. Rica em sabedoria acumulada em 81 anos de vida dedicados à causa quilombola, Dona Camila deixa um legado de luta em defesa dos direitos, melhores condições de vida e preservação da cultura quilombola.

Neste momento de dor, rogo a Deus que console os corações dos familiares e amigos que se despedem de Dona Camila, dando a ela o descanso merecido de uma vida em prol de sua comunidade.

Mauro Carlesse
Governador do Estado do Tocantins

A Prefeitura de Dianópolis também lamentou a morte da líder. Veja em nota:

Nota de Pesar

Com profundo pesar a Prefeitura de Dianópolis, recebeu a notícia do falecimento de Camila Martins de Deus (Dona Camila), matriarca da Comunidade Quilombola Lajeado, localizada na zona rural do nosso município, na região do Descoberto.

Dona Camila faleceu nesta quinta-feira, em sua residência, no quilombo, de causas naturais. Aos 81 anos é considerada uma das personalidades marcantes da história de Dianópolis e do Tocantins.

Referência para seu povo, Dona Camila parte deixando-nos órfãos de sua sabedoria, fé, amizade e companheirismo. Deixa um legado de resistência, força e luta junto a sua comunidade.

Dona Camila era esperada para participar da programação do I Festival Gastronômico e Cultural de Dianópolis, que acontece de 29 de Novembro a 01 de Dezembro, onde a Prefeitura homenageia a gastronomia quilombola, com referência específica a culinária da Comunidade do Lajeado.

A Prefeitura de Dianópolis se solidariza com familiares e amigos, pedindo a Deus o conforto neste momento de saudade e decreta luto oficial por três dias no município.

O corpo de Dona Camila está sendo velado em sua residência, na Comunidade do Lajeado. O sepultamento está previsto para acontecer na manhã desta sexta-feira, no cemitério da comunidade.

Dianópolis, 28 de Novembro de 2019

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]