Igualdade Racial: As reflexões dos políticos e órgãos do Tocantins no Dia da Consciência Negra

Por Gazeta do Cerrado | 20/11/2020

Última atualização em 20/11/2020 13:34

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Divulgação MP-TO

Maju Cotrim

O Tocantins é um estado formado por maioria de negros e pardos. Neste dia 20 de novembro alguns mandatários se manifestaram nas suas redes sociais sobre o dia.

O senador e líder no Congresso, Eduardo Gomes (MDB) divulgou uma reflexão: “A maior comemoração é a reflexão de que somos únicos e iguais”, disse.

A deputada estadual Claudia Lelis (PV) afirmou: “Uma consciência que todos nós devemos ter. Pra respeitar, diminuir as distâncias e buscar reparar os erros do passado e do presente”, disse.

O deputado Vicentinho Junior (PL) fez uma retrospectiva da luta e conquista dos negros nas suas redes sociais. “20 de novembro é uma data que carrega vários anos de luta, não podemos minimizar a História”, disse.

Governador em exercício

O governador em exercício, Antonio Andrade fez uma reflexão sobre o combate ao racismo há dois dias.

“Você sabia que a maioria da população brasileira é composta por pretos e pardos e mesmo assim eles são minoria nas universidades, ocupam menos postos de trabalho de cargos de chefia, recebem salários menores, têm menos atendimento médico e são frequentemente vítimas de violência. Hoje é dia de refletir sobre isso e pensar como todos nós podemos combater o racismo no nosso dia a dia. Racismo é crime, denuncie!”, disse.

A deputada federal Dulce Miranda disse: “somos todos irmãos e semelhantes. Todos os seres merecem respeito e tratamento digno”, afirmou.

“Consciência é conhecer o passado, melhorar o presente e melhorar o futuro”, citou a deputada Luana Ribeiro.

A deputada Valderez Castelo Branco disse: “Nosso processo histórico recente nos desafia a fortalecer o debate e a compreensão das questões étnico-raciais, além de dar espaço às lutas anti-racistas. Que as mulheres negras e homens negros possam ser incluídos na construção de um país soberano, igualitário e livre para todos”, afirmou.

O governo do Tocantins também se manifestou através das suas redes. “O #DiadaConscienciaNegra é carregado de simbolismos e história. Celebrar esse dia é reconhecer a história e reafirmar o protagonismo das pessoas negras no Brasil, além de dar visibilidade ao combate do racismo”.

O Ministério Público do Tocantins  também se manifestou através das suas redes: “O Dia Nacional da Consciência Negra é dedicado à valorização da luta de inclusão cultural e social travada pelos negros. Tem como objetivo refletir sobre a inserção do negro na sociedade brasileira e relembrar toda a sua história de luta e resistência”, divulgou.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
majucotrim@gazetadocerrado.com.br

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
marcojacob@gazetadocerrado.com.br

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
portal@gazetadocerrado.com.br

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
comercial@gazetadocerrado.com.br

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
marcojacob@gazetadocerrado.com.br