INSS quer acabar com fila nas agências para pedir aposentadoria

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 07/02/2018

Última atualização em 26/08/2019 10:55

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) quer reduzir nas agências as filas de segurados que querem dar entrada em pedidos de benefícios previdenciários. Para isso, está adotando medidas que visam a automatizar o reconhecimento do direito ao pagamento.

As primeiras ações começaram no ano passado, com o envio de cartas avisando aos segurados que tinham atingido as condições necessárias para se aposentar por idade. Depois da comunicação, o segurado precisa entrar em contato com o INSS por telefone ou site e responder que deseja se aposentar por idade.

Nesta segunda-feira, o INSS começou a conceder automaticamente o salário-maternidade para as trabalhadoras que estão com os dados cadastrais atualizados. O INSS consegue fazer essa checagem, pois passou a ter acesso aos dados de registro de nascimento dos cartórios do país.

O próximo passo é facilitar a concessão da aposentadoria por tempo de contribuição. O presidente do INSS, Francisco Lopes, disse a VEJA que o órgão vai aproveitar os dias de Carnaval para fazer uma grande atualização de seu banco de dados.

Hoje, o segurado precisa ligar ou agendar um dia e horário para ir até uma agência do INSS dar entrada no pedido de aposentadoria por tempo de contribuição. Pelos cálculos do INSS, existem 200.000 agendamentos represados hoje, ou seja, à espera de atendimento. Dependendo da agência, o agendamento pode levar seis meses para ser marcado.

“Com a mudança, o segurado liga e o INSS checa se ele tem os requisitos necessários para se aposentar. Se tiver e quiser, já pode se aposentar. Tem que ser da vontade do segurado”, afirma Lopes, presidente do instituto.

Segundo ele, um novo benefício deve ser incluído no projeto que facilita a concessão a cada quatro meses. O próximo deve ser o seguro-defeso, pago aos pescadores artesanais.

Por Fabiana Futema, da VEJA

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]ado.com.br

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]