Isolados pelo Coronavírus, indígenas no Tocantins precisam de apoio e medicamentos

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 24/03/2020

Última atualização em 24/03/2020 13:12

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Até o momento, Estado tem 7 casos confirmados de Covid-19

Equipe Gazeta do Cerrado

Os indígenas do Tocantins estão com carência de acesso a medicamentos, com pouco alimento, várias aldeias com problemas de água.

A deputada federal Professora Dorinha e o senador líder do governo Eduardo Gomes estão levantando a situação e buscando reforço junto ao governo federal para as comunidades do Estado.

A liderança indígena do Tocantins, Narubia Werrweria fez um pedido de socorro em nome dos povos indígenas do Brasil em suas redes sociais.

“Nós povos indígenas apresentamos maior vulnerabilidade epidemiológica e o que isso significa em tempo de coronavírus? Significa que diante de uma pandemia como essa, nós estamos entre os grupos de maior risco de contágio por covid-19. Se vocês não querem ver o genocídio indígena passando diante dos seus olhos, façam alguma coisa. Se mobilizem!”, ressalta. (Veja o vídeo abaixo).

Meu coração está doendo muito. O plano de contingenciamento do COVID-19 para povos indígenas é ridículo! OS POVOS INDÍGENAS CORREM RISCO DE GENOCÍDIO! É muito grave amigos, passei a noite em claro, me sentindo completamente impotente, não negligenciem a situação dos povos nativos. Eu suplico, amigos, apoiadores, autoridades e comunidade internacional. Nos ajudem!

Gepostet von Narubia Werreria am Sonntag, 22. März 2020

Em Tocantínia onde estão cerca de 4.800 indígenas em 80 aldeias a situação está difícil. A alimentação deles advêm da cidade e até mesmo os moradores urbanos estariam os discriminando ainda mais neste momento.”Com o isolamento ficou ainda mais difícil para eles”, disse.

Durante a sessão na Assembleia Legislativa nesta terça-feira, 24, o deputado Léo Barbosa pediu que o governo dê atenção e leve cestas básicas para as comunidades.

O governo estadual informou que tem cerca de 5 mil cestas básicas para comunidades isoladas em vulnerabilidade.

#SóNaGazeta
#CoronavírusNoTocantins
#PovosIndígenas

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]