Maju Cotrim: 10 lições políticas das eleições 2020 no Tocantins

Por Maju Cotrim | 22/11/2020

Última atualização em 22/11/2020 14:53

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Maju Cotrim

Oito dias depois das eleições deste ano algumas lições podem ser tiradas do pleito municipal. Dentre elas, pelo menos 10 no geral sintetizam o sentimento do que foi a corrida às urnas.

1- Lugar de mulher é na Política

Tocantins teve uma eleição marcada por um forte sentimento de superação feminina protagonizados pelas prefeitas eleitas Cínthia Ribeiro na capital, Josi Nunes em Gurupi e Camila Fernandes em Miracema. Elas venceram as críticas pesadas dos adversários, conquistaram a aprovação popular e mostraram que lugar de mulher é na política.

2- Não se faz política apenas nas redes sociais

2020 teve um movimento forte nas redes sociais dos candidatos com vídeos bem elaborados, estratégias digitais mas muitos esqueceram que números nas redes não significam necessariamente votos, tanto é que vários sequer tiveram de votos o número de seguidores, por exemplo. Com ou sem rede social eleição municipal tem que mobilizar os eleitores e os bairros.

3- Palavras podem até gerar cliques, mas o exemplo arrasta

O que foi falado nestas eleições em palanques, em vídeos… algumas acusações, agressões verbais chegaram até a viralizar no WhatsApp mas quando a população comparou com alguns exemplos ou atitudes de quem estava falando os discursos caíram por terra. A incompatibilidade de discursos de alguns com a postura aumentou o desgaste para a imagem política. Na sociedade virtual… a população mostrou que não abre mão do exemplo na política. Um destes episódios clássicos foi com o deputado Júnior Geo que sofreu críticas após  ter recebido auxílio moradia mesmo morando na capital.

4- Lealdade e consideração política nunca sairão de moda

Josi esteve ao lado do senador Eduardo Gomes, do governador Carlesse – Foto: Divulgação/PROS

Por mais atípica que seja uma eleição lealdade e amizade políticas estarão sempre acima de qualquer disputa e o exemplo real disso foi a postura do senador e líder no Congresso, Eduardo Gomes que retribuiu em todos os municípios o apoio que recebeu dos amigos em 2018 e que o fez mais votado. O zelo pelas relações políticas nunca sairá de moda  e traduz a essência de cada um. Composições oportunistas não convencem mais a população. Se ganha ou se perde com aliados e não se pula do barco na última hora. A população analisa esses movimentos.

5- A política do xingamento não desce mais

Apelidos, xingamentos, comparações: vivemos tempos em que essas posturas são cada vez mais condenadas principalmente contra mulheres. Quem recorreu a isso saiu enfraquecido deste pleito. Não se ganha mais eleições descendo o nível e Gurupi mostrou isso. Outro aspecto neste sentido: atacar a atividade política no geral como um candidato fez em Palmas não é o melhor caminho por mais qualidade no debate. As mudanças da sociedade passam pela política e criar ou se alimentar de um sentimento anti-político mesmo disputando um cargo é controverso.

6- Pés no chão valem mais que mil cabeças voando

A capital é um exemplo disso. Candidatos dizendo até o último momento que estavam na frente… que viraram a eleição…que isso que aquilo. Se foi estratégico ou não… as urnas mostraram que sempre valerá mais os pés no chão da realidade do que voando. Política requer essa franqueza consigo mesmo e com os aliados. Distorcer um cenário criando uma realidade paralela combina mais com série da Netflix….

7- O já ganhou sempre foi (e continuará sendo) irmão do Já perdeu

Algumas cidades do interior tiveram o tradicional clima do “Já ganhou”. Candidatos que relaxaram com uma preferência momentânea e acabaram perdendo nas urnas. Essa é uma lição tão antiga mas cada vez mais atual….

8- Eleição e mineração só depois da apuração

Essa foi uma das frases mais ditas em alguns palanques e sempre por políticos experientes. Na capital, por exemplo, o grupo de Cínthia Ribeiro lidou com a campanha sob esse mote… ter uma expectativa de vitória é uma coisa, Contar com certeza de voto ou vitória antes do resultado é perigoso. Alguns candidatos a vereadores viveram essa frustração….

9- Egos e vaidades precisam ser controlados

Desde sempre as vaidades são responsáveis por fracassos em projetos políticos. A dificuldade de formar grupo, de recuar em alguma situação, de apoiar ao invés de ser apoiado… tudo isso ficou claro quando 11 palanques da oposição se formaram na capital. E no resultado final, o deputado Júnior Geo que fez campanha simples e sem ataques foi quem de fato ficou em segundo lugar á frente de outros grupos já testados nas urnas e com mandatos. Na capital, a disputa pelo 2º lugar ficou evidente em vários momentos da campanha. Sobrou ego, faltou articulação política.

10- Política e coerência são co-irmãs

Tanto essa como outras eleições deixam a lição maior de todas.Não importa o partido, o grupo ou o cargo: as posturas políticas precisam ser pautadas pela coerência e quando não são a população dá a resposta nas urnas. Não adianta alterar nome, roupa, estilo pessoal, adotar discursos estratégicos se não combinar com o povo. A eleição de 2020 está aí para comprovar mais uma vez. Na política assim como toda profissão  na vida tem hora de avançar nas principalmente de recuar.

Acompanhe diariamente as análises e cobertura exclusiva política da Gazeta: 

*”RESPEITEM AS PREFEITAS”! Cínthia, Josi e Camila venceram o machismo estrutural, os ataques e simbolizam a superação feminina nas eleições de 2020*

*ANÁLISE ELEITORAL GAZETA DO CERRADO*

RESPEITEM AS PREFEITAS! Cínthia, Josi e Camila venceram o machismo estrutural, os ataques e simbolizam a superação feminina nas eleições de 2020

*Democratas e MDB vão comandar o maior número de prefeituras no Estado para os próximos mandatos; Veja os detalhes!*

*Veja o panorama aqui na Gazeta!*

Das 139 prefeituras, Democratas e MDB elegeram mais prefeitos no Tocantins este ano

*Gazeta do Cerrado: Antes de ser notícia, tem que ser verdade!*

*Câmara de Palmas renova quase 70% e terá quatro mulheres; PSDB elege maior bancada : Veja os 19 vereadores eleitos*

*Reportagem Gazeta do Cerrado*

https://gazetadocerrado.com.br/camara-de-palmas-renova-quase-70-e-tera-quatro-mulheres-psdb-elege-maior-bancada-veja-os-19-vereadores-eleitos/

*O que as urnas na Capital mostraram? Várias pesquisas da reta final erraram feio e oposição precisa digerir com maturidade a mensagem do eleitor*

*ANÁLISE ELEITORAL GAZETA*

https://gazetadocerrado.com.br/o-que-as-urnas-na-capital-mostraram-varias-pesquisas-da-reta-final-erraram-feio-e-oposicao-precisa-digerir-com-maturidade-a-mensagem-do-eleitor/

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
majucotrim@gazetadocerrado.com.br

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
marcojacob@gazetadocerrado.com.br

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
portal@gazetadocerrado.com.br

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
comercial@gazetadocerrado.com.br

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
marcojacob@gazetadocerrado.com.br