Mensagem divulgada nas redes sobre o fechamento do hemocentro de Porto é falsa, diz secretaria

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 27/02/2019

Última atualização em 26/08/2019 11:25

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

A Hemorrede Tocantins esclarece à população que uma mensagem divulgada nas redes sociais em que fala sobre o fechamento da unidade de coleta em Porto Nacional é falsa. Ao contrário do que foi noticiada, a unidade mantém as importantes parcerias com as entidades colaboradoras e a participação valorosa dos voluntários que sempre mantém os estoques capazes de atender a demanda por hemocomponentes.

Segundo a superintendente que responde pela Hemorrede do Estado do Tocantins, Pollyana Gomes Pimenta, “temos como princípio a busca da doação voluntária de sangue, envolvendo a população, formando parcerias com universidades, municípios, fundações, empresas, instituições religiosas entre outras, garantindo o fornecimento de hemocomponentes, sendo o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) nosso cliente preferencial”, destacou.

Diante do proposto, a Hemorrede mantem unidades de coletas em Palmas, Araguaína, Gurupi, Augustinópolis e Porto Nacional. Em Palmas e Araguaína, o horário de funcionamento é de segunda-feira à sexta-feira, das 7h às 18h e aos sábados das 7h às 12h. Em Gurupi, Augustinópolis e Porto Nacional o funcionamento é de segunda à sexta, das 7h às 12h.

Para garantir os estoques abastecidos, principalmente antes do período do carnaval, que acontece no próximo final de semana, a Hemorrede Tocantins tem realizado blitzen e campanhas e pede aos voluntários que compareçam a um hemocentro mais próximo para efetuar a doação.

Além da preocupação em manter os estoques abastecidos para o período festivo que lamentavelmente acarreta no aumento da necessidade por bolsas de sangue, a Hemorrede destaca que as doações devem ser feitas regularmente, porque os hemocomponentes produzidos a partir do sangue coletado dos doadores têm validades distintas. “Plaquetas tem validade de cinco dias apenas e o concentrado de hemácias de 35 dias. Por isso, o ideal é que as doações sejam distribuídas durante o mês para garantir um estoque seguro em todo o período”, explicou o biomédico da Hemorrede, Edmar Teodoro.

Lembrando que os intervalos entre cada doação é de 60 dias para homens e de 90 dias para mulheres.

Quem pode doar

O candidato à doação deve ter entre 16 e 69 anos de idade (jovens entre 16 e 17 anos podem ser aceitos como candidatos a doação de sangue, com o consentimento formal assinado pelo responsável legal e apresentação de um documento oficial com foto, para cada doação). Todo doador deve apresentar um documento oficial com foto. O limite para a primeira doação é de 60 anos de idade e peso mínimo de 50 Kg. É importante não ter ingerido alimentos gordurosos nas últimas três horas que antecedem a doação.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]