Ministério da Saúde amplia público para vacinação contra HPV

Por Gazeta do Cerrado | 22/03/2021

Última atualização em 22/03/2021 19:08

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Foto: André Araújo

A vacina papilomavírus humano, conhecida como HPV, está no Calendário Básico de Vacinação como estratégia de Saúde Pública, e atua no reforço às ações de prevenção ao câncer do colo do útero, o mais habitual no Tocantins e o terceiro mais comum no Brasil. Mesmo durante a pandemia decorrente do novo Coronavírus, a população deve manter sua regular imunização, o quê não está ocorrendo. Para evitar o desperdício de imunizantes, o Ministério da Saúde (MS) ampliou o público alvo desta vacina.

A orientação do Programa Nacional de Imunização (PNI) é para que haja a imediata ampliação da indicação da idade dessa vacinação: até 26 anos para ambos os sexos.

A gerente de Imunização da SES, Diandra Rocha explica que essa ampliação só será permitida nos locais que tiverem vacina com estoque a vencer em até seis meses. “Portanto, é urgente e necessário ampliar o seu uso no país e no Estado,  e que seja analisado com a maior brevidade possível, o vencimento dos estoques municipais, para que não haja desperdício de nenhuma forma dessa vacina, o que pode implicar num desperdício de dinheiro público. Além disso, reforçamos a aplicação das demais vacinas do Calendário Básico, a população não está procurando as unidades para se imunizar”, ressalta.

O Ministério da Saúde já disponibiliza a vacina quadrivalente contra HPV para meninas de 9 a 14 anos e para meninos de 11 a 14 anos com esquema de duas doses, num intervalo de seis meses. Outros públicos que tem direito a vacinação são pessoas imunossuprimidas do sexo masculino (pacientes acometidos por HIV/AIDS, transplantados de órgãos sólidos ou medula óssea e, também, pacientes oncológicos)  de nove a 26 anos de idade e, para o sexo feminino, na faixa etária de até 45 anos, 11 meses e 29 dias.

O QUE É O HPV

Os HPVs são vírus capazes de infectar a pele ou as mucosas. Existem mais de 150 tipos diferentes de HPV, dos quais 40 podem infectar a região genital e provocar cânceres, como de colo do útero, vulva, vagina, pênis, ânus e orofaringe, e outros podem causar verrugas genitais.

Os principais vírus são combatidos com duas doses da vacina de HPV que está disponível gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde.

COMO OCORRE O CONTÁGIO DO HPV?

A transmissão ocorre por contato direto com a pele ou mucosa infectada, não necessariamente apenas por relações sexuais. Também pode ser transmitido de mãe para filho durante o parto.

Fonte: ascom SES

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora-Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor-Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Subeditor: Lucas Eurílio

Jornalista: Brener Nunes

Jornalista: Maju Jacob

Redatora: Luciane Santana

Coordenador de Produção: Jota Pereira

Produtor Audiovisual: Luiz Menezes

Social Mídia: Hemilly Souza

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 985-211-001
[email protected]

Institucional ou Administrativo (63) 981-159-796
[email protected]