Mulher negra cria empresa de construção civil só com mulheres; iniciativa vai para Bienal Internacional de Arquitetura

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 11/09/2019

Última atualização em 11/09/2019 20:21

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Apostando na mão-de-obra feminina, a bombeira hidráulica Geisa Garibaldi criou a Concreto Rosa. A empresa de construção civil é a primeira do Rio de Janeiro onde todos os serviços são prestados por mulheres.

As profissionais fazem serviços de elétrica, hidráulica, alvenaria, pintura, revestimento de azulejo, jardinagem, mudanças e reparos domésticos em geral. Elas também realizam oficinas de reparos e projetos de arquitetura e engenharia.

Mulher negra e bombeira hidráulica, Geisa Garibaldi abriu a Concreto Rosa em 2015 para garantir o sustento de sua família e suprir uma lacuna no atendimento a clientes do sexo feminino.

“Não são raros os relatos de mulheres que passaram por assédio ou constrangimento na hora de contratar reforma e reparos domésticos. As clientes ficam mais confiantes de que não vamos enganá-las no serviço e se sentem mais confortáveis para nos receber em casa”, conta.

A companhia compõe uma estatística que mostra a mudança no mercado de construção civil, segmento historicamente dominado por homens. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2007 a 2018, a participação de mulheres na construção civil aumentou cerca de 120%. O número de profissionais do sexo feminino chegou a 239,2 mil.

Geisa Garibaldi reconhece o papel de transformação social da Concreto Rosa neste contexto. “Mais do que nossa atividade profissional, exercemos a nossa autonomia feminina, inovando, gerando novas oportunidades de trabalho e uma nova narrativa para o mercado”, avalia.

Bienal Internacional de Arquitetura

A empresária negra levará a experiência da empresa totalmente feminina para a 12ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo, que acontece de 10 a 29 de setembro no Sesc 24 de Maio.

Geisa Garibaldi participará de um debate no lançamento do evento junto a profissionais e pesquisadores de diversos países. A Concreto Rosa também vai realizar uma intervenção com materiais, fotografias e outros elementos de trabalho que mostram o caráter humano e afetivo das mulheres na construção civil.

“Vamos contar histórias pessoais de clientes atendidas pela Concreto Rosa. Vivências, experiências, sentimentos do dia a dia serão compartilhados em áudio e vídeo disponíveis ao público em tablets”, adianta Geisa Garibaldi.

O tema da 12ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo é “Todo Dia” e deve abordar como o cotidiano influencia a forma como os indivíduos moram, constroem e ocupam o espaço urbano.

fonte: site Alma Preta

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]