No Banner to display

Palmas: Farmácias municipais começam a distribuir canetas de aplicação de insulina

Por: Lucas Eurilio | 14/01/2020

Última atualização em 14/01/2020 12:05

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

As Farmácias Básicas Municipais distribuem, a partir deste mês, canetas de aplicação de insulina NPH (de ação intermediária) e Regular (de ação rápida) para pacientes com diabetes mellitus tipo 1. As unidades de insulinas foram fornecidas pelo Ministério da Saúde (MS) e já estão disponíveis nas farmácias municipais para dois grupos de pacientes específicos: crianças e adolescentes até 15 anos de idade e idosos acima de 65 anos de idade.

O coordenador de Assistência Farmacêutica da Secretaria Municipal de Saúde, Ricardo Nunes, assegura que as canetas trazem maior conforto e praticidade para aplicação da insulina. “O próprio usuário poderá aplicar a injeção sem a ajuda de terceiros, e como as agulhas são ultrafinas, causam menor grau de dor e incômodo, visando à qualidade de vida dos pacientes”, declara.

Segundo Nunes, os dois grupos de pacientes serão atendidos conforme a necessidade pessoal de uso das insulinas NPH e Regular. Cada caneta possui 300 unidades do medicamento e os estoques serão mantidos todos os meses, enquanto durar a vigência deste programa do MS, realizado no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para a farmacêutica bioquímica da Semus, Paulina Rosa, uma das vantagens da caneta aplicadora é a adesão de crianças e adolescentes ao tratamento de diabetes, porque o sistema foge do formato mais conhecido de vacina, com seringas e agulhas. Outra vantagem é a precisão da dosagem que reduz as chances de complicações causadas pela falta de controle do nível de glicose no sangue, como a hipoglicemia.

Para receber o medicamento, o paciente deve procurar a farmácia municipal mais próxima da sua residência portando uma caixinha de isopor com gelo para armazenagem da insulina, apresentar o Cartão SUS, e ainda receita e laudo atualizados que comprovem o diagnóstico e tratamento da diabetes mellitus tipo I. Os pacientes também podem solicitar o aparelho glicosímetro, para monitorar o índice de glicemia, além de tiras e agulhas.

Fonte: Secom Palmaas
Foto: Raíza Milhomem

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]