Pref Palmas 16/10/20

Para entrar em aliança global por vacina, Governo libera R$ 2,5 bilhões

Por Gazeta do Cerrado | 25/09/2020

Última atualização em 25/09/2020 07:16

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Foto: Vacina: proteção da Pfizer é uma das opções que estão em fase de testes (Dado Ruvic/Reuters)

O governo federal informou na noite desta quinta-feira (24) que o presidente Jair Bolsonaro editou duas medidas provisórias para garantir a participação do Brasil na Covax Facility, programa coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para impulsionar o desenvolvimento e garantir a compra de vacinas contra a Covid-19.

De acordo com o governo, uma das medidas trata da “adesão ao Instrumento de Acesso Global de Vacinas Covid-19 (Covax Facility)”, enquanto a segunda MP trata da liberação de cerca de R$ 2,5 bilhões para bancar os custos do ingresso no programa.

O prazo da OMS para aderir à iniciativa terminou na sexta-feira (18), mas o Brasil pediu uma extensão do prazo e, na sequência, confirmou a intenção de participar da iniciativa.

2 bilhões de doses

 

A expectativa da OMS é que países financiadores ajudem no desenvolvimento e compartilhem o possível sucesso das vacinas com países mais pobres. A OMS diz que a iniciativa deve beneficiar cerca de 90 outros países com menos possibilidades econômicas ou sistemas de saúde mais fracos.

De acordo com a OMS, a Covax tem 9 candidatas à vacinas no portfólio e a expectativa é que ao menos 2 bilhões de doses sejam compradas de diferentes fornecedores e distribuídas aos países membros.

Até o começo da semana, o grupo já tinha reservado 850 milhões de doses. Até a mais recente atualização da lista, a vacina russa não estava no portfólio da OMS.

Na segunda-feira, o CEO da Vaccine Alliance, órgão que lidera a iniciativa junto com a OMS, disse que ao menos 156 países já tinham aderido à aliança. Antes, cerca de 170 países manifestaram interesse em participar do programa.

Em nota, o governo federal esclareceu que a participação na Covax não impede a futura participação em acordos bilaterais com outras empresas e também não afeta acordos já firmados.

Fonte: G1

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
majucotrim@gazetadocerrado.com.br

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
marcojacob@gazetadocerrado.com.br

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
portal@gazetadocerrado.com.br

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
comercial@gazetadocerrado.com.br

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
marcojacob@gazetadocerrado.com.br