Polícia recupera mais de 130 cartões de indígenas que estavam retidos no comércio

Por Gazeta do Cerrado | 27/11/2020

Última atualização em 27/11/2020 11:22

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Cartões foram recuperados – Foto – Polícia Civil do TO

Deflagrada nesta quinta-feira, 26, em Tocantínia, a operação Borduna da Polícia Civil do Tocantins recuperou 83 cartões do Bolsa Família e 51 outros cartões de contas particulares e outros benefícios.

O delegado-chefe da 69ª Delegacia de Polícia de Tocantínia e responsável pela operação, Hismael Athos, informa que os cartões estão disponíveis na sede da Delegacia para serem resgatados por seus legítimos proprietários, que devem comparecer munidos de documentos pessoais que comprovem a titularidade do cartão.

A operação Borduna foi realizada em desfavor de comerciantes que estariam, em tese, retendo cartões bancários dos povos indígenas Xerente, idosos e demais pessoas. Seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos e apreendidos os cartões e anotações referentes a senhas.

Conforme o delegado Hismael Athos, as investigações iniciaram após o Ministério Público Federal (MPF) enviar notícia crime para Polícia Civil de que cartões bancários referentes a auxílios do Governo Federal eram retidos por comerciantes daquela cidade para garantir o pagamento de produtos alimentícios adquiridos pelas vítimas em estabelecimentos comerciais específicos.

O delegado, Hismael Athos, informou ainda, que os cartões permaneciam de posse dos comerciantes e, à medida que os benefícios eram depositados, os respectivos valores eram debitados das contas. Segundo a autoridade policial, há indícios de que os comerciantes sabiam inclusive as senhas bancárias dos indígenas e realizavam esses saques mensalmente.

Hismael Athos ressaltou que é crime reter cartão de idoso. Informou ainda, que inicialmente, a Operação servirá de alerta para que os povos indígenas tomem posse dos seus documentos e cartões pessoais.

Operação Borduna

A operação foi batizada de Borduna em homenagem espécie de armamento indígena com o referido nome, fabricado em madeira maciça e utilizado em caçadas ou mesmo para em situações de ataque e defesa dos povos indígenas.

Veja também

Comerciantes suspeitos de reterem cartões de indígenas são alvos de operação em Tocantínia

 

Fonte – Ascom SSP-TO

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]