Pra que serve o RH?

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 04/06/2019

Última atualização em 04/06/2019 15:30

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Sabe aquele setor que gosta de gente? Que gosta de inventar moda e trazer mais vida para o meio corporativo? Que visa fortalecer os laços na empresa? Além de ser o elo entre empregado e empregador? Claro que eu só poderia estar falando dos Recursos Humanos.

Há quem ainda acredite que é o setor responsável por demissões, mas acredite, não tem autonomia e muito menos pretensão para tal, muito pelo contrário procura até o último recurso extrair o que há de melhor no ser humano.

BEM VINDO (A) AO RH, lugar de gente que cuida de gente.

Preciso dizer, por experiência própria que nem sempre é fácil encontrar o equilíbrio entre ter os olhos do dono, as metas dos líderes e a necessidade do colaborador. Mas é esse estímulo que faz do RH desafiador. Tornando a área instigante e cada vez mais influente no resultado positivo das organizações.

O RH vem deixando de ser um setor de gestão de pessoas e se tornando um setor de gestão ESTRATÉGICA COM pessoas.

Durante muito tempo o RH juntamente com o Departamento Pessoal  foi o setor voltado a questões burocráticas de gestão de pessoas tais como: recrutamento e seleção, admissão, demissão, controle de benefícios e folha de pagamento. Hoje, embora não exista uma regra única, é comum grandes empresas terem os processos de DP e RH bem claros e separados. Ficando as questões burocráticas a encargo do DP, já o RH com subsistemas tais como Recrutamento e Seleção (R&S) e Treinamento e Desenvolvimento (T&D). Mas não para por ai. Como mencionei, o RH cada vez mais se alia aos gestores na busca de estratégias.

Isso reflete o ganho do setor no mercado. É bem verdade dizer que isso acaba sendo um privilégio quase exclusivo de grandes empresas. Dificilmente uma pequena empresa possui um RH estruturado, ou algum profissional específico para isso, pois o RH na maioria das vezes está associado ao centro de custos. Entretanto, o que muitas organizações precisam perceber é que podem estar deixando de investir num setor que fará total diferença na competição de mercado.

Empresas que visam prosperar precisarão adequar-se e acompanhar o fluxo do mercado. Uma vez que empresas são compostas de pessoas, com necessidades, anseios, sonhos, expectativas de crescimento e desenvolvimento tanto no campo profissional quanto no campo pessoal. O que torna o RH um diferencial determinante.

Fazer gestão com pessoas é o caminho para uma construção próspera.

Em resumo:

Empresas que desejam um futuro próspero devem lembrar-se que trabalhar com pessoas é trabalhar com vidas e a vida é nosso bem mais precioso.

fonte: Site Carina Diniz

 

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]