Pref Palmas 16/10/20

Protetor facial e máscara com válvula contra Covid são menos eficazes na proteção, diz estudo

Por Gazeta do Cerrado | 03/09/2020

Última atualização em 03/09/2020 09:35

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Uma pesquisa publicada na revista científica “Physics of Fluids” aponta que os protetores faciais e as máscaras valvuladas são menos eficazes no bloqueio de partículas virais do que as máscaras normais.

Os pesquisadores usaram uma cabeça oca de manequim com várias coberturas faciais. Eles simularam uma tosse ou espirro com um impulso de pressão de uma bomba manual e usaram lasers para iluminar o caminho das gotículas.

“Focamos nas gotículas menores, já que podem ficar suspensas por muito tempo e podem conter partículas de vírus suficientes para transmitir a Covid-19”, explicou Siddhartha Verma, uma das autoras.

O teste mostrou que os protetores faciais bloqueiam o movimento inicial de um jato simulado de tosse ou espirro, mas as gotículas expelidas podem se mover ao redor do visor com facilidade e se espalhar por uma grande área.

Na simulação com a máscara valvulada, um sopro de partículas pode ser visto jorrando ao redor da ponta do nariz, onde o ajuste é ruim. Além disso, a maior parte do ar exalado passa pela válvula sem obstáculos.

Visualização da propagação da gota quando uma máscara valvulada é usada para impedir o jato expelido — Foto: Siddhartha Verma, Manhar Dhanak, John Frankenfield

Visualização da propagação da gota quando uma máscara valvulada é usada para impedir o jato expelido — Foto: Siddhartha Verma, Manhar Dhanak, John Frankenfield

Já o teste com máscaras de tecido, N95 ou cirúrgica foi mais eficaz. Todas as máscaras bloquearam uma quantidade significativa de partículas e pareceram oferecer proteção adequada para a pessoa.

“Conforme os alunos retornam às escolas e universidades, alguns se perguntam se é melhor usar protetores faciais, pois são mais confortáveis ​​e fáceis de usar por longos períodos de tempo. Mas e se esses escudos não forem tão eficazes? Você estaria essencialmente colocando todos em um espaço apertado com gotículas se acumulando ao longo do tempo, o que poderia levar a infecções”, disse Verma.

O estudo sugere que, para minimizar a disseminação do coronavírus na comunidade, é preferível usar máscaras de pano de alta qualidade ou máscaras cirúrgicas mais simples, em vez de protetores faciais e máscaras equipadas com válvulas. “Mesmo as melhores máscaras têm algum grau de vazamento. É importante manter distância física para mitigar a transmissão”, completou a autora.

Proibida em voos

 

Depois da publicação do estudo sobre os escudos faciais, o governo do Canadá informou que as máscaras com válvulas estão proibidas nos voos.

“Não é recomendado o uso de máscaras com válvula expiratória porque essas máscaras não protegem outras pessoas contra Covid-19 e não limitam a propagação do vírus”, diz o aviso no site oficial.

Fonte: G1

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
majucotrim@gazetadocerrado.com.br

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
marcojacob@gazetadocerrado.com.br

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
portal@gazetadocerrado.com.br

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
comercial@gazetadocerrado.com.br

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
marcojacob@gazetadocerrado.com.br