Quase 40 cidades já anteciparam férias escolares no Tocantins; Sintet vai à Justiça contra medida

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 02/04/2020

Última atualização em 02/04/2020 07:40

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Municípios suspenderam as aulas por conta do Covid-19

Equipe Gazeta do Cerrado

Em todo o estado, pelo menos 37 municípios publicaram decretos semelhantes, segundo o sindicato dos trabalhadores da educação que informou que irá á justiça contra a medida de todos os municípios que suspenderam.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Tocantins (já pediu ao governador, Mauro Carlesse que reveja o Decreto nº 6.073 de 24 de Março de 2020, que determina a antecipação das férias escolares da Rede Pública Estadual de Ensino.

Leia também – Em Porto, rede municipal de ensino também tem férias antecipadas

O que alega o Sintet

O Sintet alega que o próprio Decreto nº 6.072/2020, que instituiu o estado de calamidade no Tocantins deixa claro que a situação de calamidade pode ser prorrogado por até 60 (sessenta) dias, não sendo a antecipação de férias medida de combate à pandemia.

A entidade argumenta ainda que também não é possível prever quando se retornarão as aulas sem risco de contaminação de trabalhadores e alunos, o que retira, segundo eles, a razoabilidade da antecipação das férias.

O Sindicato ressaltou também em sua defesa sobre o assunto, que os trabalhadores da educação não estão no gozo de férias, mas sim, estão em casa por resguardo de saúde e em obediência às determinações dos Governos Federal e Estadual, não podendo configurar férias o estado de calamidade que se instalou no Estado e no País.

Veja também – Efeito pandemia: Alunos e professores oficialmente de férias em Couto Magalhães

“Em respeito aos agentes e direitos diversos, contidos nas estruturas e normas específicas da Educação, o Sindicato além de cobrar esclarecimentos legais requer que o governador reveja a medida que antecipa as férias dos Trabalhadores da Educação, para somente após superada a pandemia, seja à luz do bom direito, respeitando as relações democráticas, reunida a comunidade escolar (professores, servidores, pais e alunos) com a necessária participação do Ministério Público, para que seja decidido em conjunto sobre o calendário escolar, férias escolares e os mecanismos de continuidade das aulas”, disse o presidente José Roque.

O que diz o governo

A ideia da antecipação é minimizar os prejuízos ao calendário escolar, uma vez que não será necessário parar novamente por 30 dias quando as aulas retornarem e também ajudar a diminuir o impacto da crise na economia. Com a antecipação, os servidores da área da educação vão receber 1/3 das férias junto com o pagamento de abril, que será debitado em maio.

“Estamos fazendo um trabalho para que as pessoas tenham condições de colaborar com o controle dessa doença, que tanto está afligindo o nosso Estado e o nosso país”, disse o governador Mauro Carlesse quando anunciou a medida na semana passada.

De acordo com Adriana Aguiar, secretária estadual de Educação, ao longo do mês serão divulgadas novas orientações sobre o retorno das aulas.

A Seduc

A Gazeta do Cerrado solicitou oficialmente uma nova posição da Seduc sobre as argumentações do Sindicato mas ainda não recebeu resposta. O espaço está aberto para a pasta se manifestar.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]