Saiba os hábitos que podem ajudar a equilibrar a saúde mental

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 10/09/2019

Última atualização em 10/09/2019 07:13

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Quando o assunto é saúde, é comum ligar esse termo ao corpo, no entanto a psicóloga e gerente de Saúde Mental da Secretaria de Saúde de Palmas (Semus), Dhieine Caminski, explica que dar atenção ao seu estado psicológico é fundamental para o equilíbrio mental.

Os transtornos mentais acometem, em algum momento da vida, ao menos 20% da população mundial. São casos de depressão, transtorno obsessivo compulsivo, transtorno bipolar, esquizofrenia, ansiedade, anorexia, dentre outros. Mas, manter a mente em equilíbrio pode evitar algumas dessas patologias, a psicóloga Dhieine Caminski explica que mudanças simples de hábitos podem ajudar a manter a saúde mental em dia.

De acordo com ela, “estabelecer uma rotina ajuda corpo e mente a viver em equilíbrio. O cérebro se acostuma com as tarefas e responsabilidades quando elas são organizadas, e isso evita estresses desnecessários. A mente consegue relaxar melhor quando você sabe que tem a maioria das suas tarefas sob controle”. 

Em tempos em que as pessoas vivem vidas duplas, entre a realidade e as redes sociais, a orientação da especialista é que a escolha seja pela vida real. “As redes sociais ajudam na comunicação entre pessoas que estão longe, mas distancia as que estão próximas e ainda transmitem uma falsa realidade. Pesquisas mostram que redes sociais são nocivas à saúde quando usadas em excesso e podem até causar depressão e ansiedade”, destaca.

Outra dica valiosa da psicóloga é relaxar mais nos momentos de lazer, o que ajuda muito a colocar os pensamentos em ordem e aproveitar cada momento ao máximo, seja no trabalho ou momento de lazer. 

Corpo são, mente sã

Conforme ela, dormir bem é fundamental “tanto a falta quanto o excesso de sono são prejudiciais e podem ser um dos fatores causadores de problemas como estresse, ansiedade e até depressão. Por isso, tente descansar à noite, leia um livro, ouça uma música ou faça qualquer atividade de relaxamento, de modo a introduzir o sono, o ideal é dormir de 6 a 8 horas por noite”, explica.

Fazer, no mínimo, 30 minutos de exercício físico diariamente ajuda a manter a oxigenação do cérebro em dia. Além disso, favorece a produção de endorfina, substância responsável pela sensação de bem-estar, que contribui diretamente para a boa saúde mental.

Assim como qualquer parte do corpo, o cérebro tem substâncias químicas que podem entrar em desequilíbrio e causar problemas como depressão, síndrome do pânico e muitas outras. “Por isso, é importante procurar ajuda quando julgar necessário e ir em busca do seu equilíbrio mental com o auxílio de um médico ou psicólogo”, finaliza.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]