Servidores de Filadélfia reclamam de salários

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 12/11/2018

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Os servidores públicos de Filadélfia, norte do Estado, procuraram a Associação dos Servidores Públicos Municipais no Estado do Tocantins (ASPMET) para denunciar a forma desrespeitosa com que a prefeitura vem tratando os direitos dos servidores. Segundo os servidores, a prefeitura vem atrasando por meses consecutivos os seus salários e que também não tem uma data definida para que os mesmo recebam. A ASPMET destaca que os atrasos causam grande transtorno, pois os servidores não estão conseguindo honrar os seus compromissos.

Os servidores relataram também que a prefeitura também não está pagando a indenização de férias dos servidores e não está concedendo novas férias. Os servidores denunciaram também que o prefeito Ivanilzo Gonçalves de Alencar não autorizou o Recurso Humano (RH) da prefeitura a fazer os descontos dos servidores associados na ASPMET. “Ficou bem claro que isso é para atrapalhar a atuação da entidade no município e com isso os servidores ficariam sem ter quem falasse por eles”, destaca o presidente da ASPMET, Ronaldo Sérgio Alves de Sousa.

Para o Ronaldo Sérgio, o que o município está fazendo é um absurdo, pois é inaceitável que os servidores recebam seus salários com atraso e ainda não ter uma data definida para que esses pagamentos estejam em suas contas. Sobre o não pagamento das férias, o presidente frisa que a lei é bem calara e o servidor tem que receber seu um terço de férias no mês em que está gozando delas.

A ASPMET tomará as providências judiciais para solucionar esses problemas e também os pagamentos dos adicionais noturno, de periculosidade e de insalubridade. Sobre o RH não fazer os descontos dos servidores membros da associação, a ASPMET conversou com o jurídico da prefeitura, que informou que a decisão foi de proibir foi do prefeito.

Para o presidente, tal atitude mostra que o prefeito está agindo de forma truculenta para impedir a atuação da ASPMET no município, além da estar descumprindo o artigo 8º da Constituição Federal. “Isso não irá nos impedir de defender o direito dos nossos associados, estamos programando atos para realizar no município e uma paralisação não está descartada”, frisou Ronaldo Sérgio.

 

 

Fonte: Assessoria

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Instagram: https://www.instagram.com/gazetadocerrado/
Twitter: (@Gazetadocerrado): https://twitter.com/Gazetadocerrado?s=09
Facebook: https://www.facebook.com/gazetadocerrado.com.br  
YouTube vídeo reportagens e transmissões 🔴 AO VIVO🔴: https://www.youtube.com/c/GazetadoCerrado-TVG
Grupo do WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/DdY063ahwDvH7s5ufstyPE
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]