No Banner to display

#Vacinasim Como a desinformação e golpes têm afetado a vacinação

Por Gazeta do Cerrado | 16/02/2021

Última atualização em 16/02/2021 09:04

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp
Foto: Aline Massuca/Metrópoles

Para além dos inúmeros boatos espalhados pelo movimento antivacinas (que perderam força nos últimos dias após bolsonaristas “descobrirem” que o presidente seria “a favor da vacina”), um tipo de desinformação que tem ganhado força nos últimos dias é a relacionada ao próprio processo de vacinação no Brasil.

A escassez de vacinas (que não é exclusividade do Brasil), a descentralização (e desorganização) dos cronogramas de vacinação e a ansiedade (justificada) de muitos em se imunizar resultam em terreno fértil para notícias falsas que confundem e geram ainda mais dúvidas na população brasileira. Calendários falsos de vacinação, tentativas de golpes e até teorias da conspiração falsas contra profissionais de saúde se espalharam em redes sociais.

Cronogramas falsos de vacinação

Nos últimos dias, falsos cronogramas de vacinação se espalharam por diversos estados brasileiros. O primeiro deles surgiu em janeiro, antes mesmo da primeira pessoa ser vacinada no Brasil.

Depois que o estado de São Paulo divulgou, em dezembro do ano passado, um cronograma de vacinação (que acabou não se concretizando) com o início da vacinação previsto para 25 de janeiro de 2021, o calendário acabou sendo compartilhado falsamente como se fosse de outros estados (como Rio de Janeiro e Amazonas) e até como se fosse um “calendário nacional”.

Quando as pessoas começaram a se vacinar (e as dúvidas de “quando será minha vez” aumentaram), mais tabelas falsas surgiram. No início de fevereiro, uma tabela “tirada do nada” com datas da vacinação de pessoas de 0 a 75 anos começou a circular como o “novo cronograma” de São Paulo e teve que ser desmentido pela Secretaria de Saúde do estado. Ainda sim, o maior fake sobre calendário estava por vir.

A divulgação do cronograma de vacinação na cidade do Rio de Janeiro para fevereiro suscitou um grande boato.

Seguindo a lógica do calendário do município para fevereiro (que previa a vacinação de pessoas com 99 anos no dia 1º, 98 anos no dia 2 sucessivamente até pessoas com 75 anos se vacinarem no dia 28), alguém criou uma “tabela de março” com pessoas de 74 anos se vacinando no dia 1º março, de 73 anos no dia 2 sucessivamente até “pessoas de 55 anos” se vacinarem no dia 31/03.

O boato se espalhou, primeiramente, no Rio de Janeiro e acabou desmentido pelo próprio prefeito Eduardo Paes. Porém, a descentralização de calendários fez com que o cronograma falso se espalhasse em muitos outros estados e cidades. Nem é preciso dizer como foi difícil desmentir uma mentira como essa.

Tentativa de golpe e denúncias falsas de golpes

Não bastassem os falsos calendários de vacinação, golpes e denúncias falsas de golpes também teimam em viralizar nas redes sociais. De acordo com autoridades públicas, bandidos estão se aproveitando da vacinação para aplicar o golpe de sequestro de WhatsApp.

Mensagens de pessoas se identificando como “membros” do Ministério da Saúde começaram a chegar a alguns telefones. Ao interagir com internautas, o golpista pede um código que “seria envido por SMS para verificação”. Detalhe: o código dá acesso à conta do WhatsApp. A partir do código, o golpista “sequestra” a conta no aplicativo e pode, por exemplo, pedir falsos empréstimos para contatos. Temos até um vídeo que fala sobre esse golpe:

 

Fonte: Metrópoles

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]