“Vim do inferno, tenho missões”, diz homem após matar a ex e mais três dentro de igreja em Minas

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 22/05/2019

Última atualização em 26/08/2019 11:02

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Enquanto abria fogo na Igreja Batista Shalom, na cidade mineira de Paracatu, o ex-militar Rudson Aragão Guimarães, de 39 anos, disse que havia “voltado do inferno” e precisava cumprir “algumas missões”. Na noite desta terça-feira, o homem esfaqueou a ex-namorada e depois matou a tiros três pessoas no centro religioso.

Segundo o porta-voz da Polícia Militar, major Flávio Santiago, testemunhas relataram que Rudson entrou na igreja e logo disparou contra o pai do pastor, Antônio Rama, que morreu no local. Recarregou a arma e fez outra vítima. Policiais que patrulhavam a região ouviram os disparos e seguiram para o local.

— No momento em que eles entraram (na igreja), ele tomou uma mulher como refém e disse: ‘Eu vim do inferno, tenho algumas missões para cumprir’ e atirou nela. Deu nem tempo para negociação. Aí os policias atiraram nele — contou o major.

Segundo as testemunhas, o atirador proferia falas desconexas.

O porta-voz ressaltou que Rudson permanece internado no Hospital Municipal de Paracatu. Atingido por um tiro de fuzil no ombro, ele está “entre a vida e a morte”, mas continua vivo, de acordo com o major. Agentes da polícia fazem a custódia do atirador no centro médico.

O major Fabiano destacou que a ação da polícia foi necessária para evitar mais mortes. No momento da detenção, o atirador ainda dispunha de seis balas de munição.

A polícia mineira investiga a motivação de Rudson. Os corpos das vítimas já foram liberados do Instituto Médico Legal (IML) de Paracatu.

Sequência de mortes

De acordo com informações da Polícia Militar de Minas Gerais, antes de chegar à igreja, o homem foi até a casa da mãe, onde estava a ex-namorada — Heloísa Vieira, de 59 anos, e a golpeou com uma faca na altura do pescoço. A vítima foi resgatada pelo Corpo de Bombeiros, por volta das 19h45, levada ao hospital municipal, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Com uma arma modelo garrucha, calibre 36, entrou no templo e efetuou o primeiro disparo na cabeça do pai do pastor da igreja e, em seguida, matou as fiéis identificadas como Rosangela Albernaz, de 58 anos, e Marilene Marins de Melo Neves, de 57.

Fonte: Extra via Globo.com
_____________________________________________________________________
Gazetadocerrado.com.br – Para mentes pensantes

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

ASSECAD NOVO 11/02/2019
SINTET
ATM a partir do dia 17/04/2019
BRK-06-06-2019

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]