Pref Palmas 16/10/20

Economia vai dando sinais de reação na capital com aumento de consumo das famílias

Por Gazeta do Cerrado | 02/10/2020

Última atualização em 02/10/2020 20:30

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Comércio – Foto: Antônio Gonçalves ( foto de antes da pandemia do Coronavírus)

No mês de setembro, a pesquisa que mede a Intenção de Consumo das Famílias (ICF), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em parceria com a Fecomércio Tocantins registrou um aumento de 0,7 pontos quando comparado a agosto, alcançando um índice geral de 87,1 pontos. Essa é a segunda vez consecutiva que o índice obteve crescimento desde o início da pandemia em março de 2020, onde o índice geral era de 99,4 pontos.

Nacionalmente o índice voltou a crescer em setembro (+1,3%), após cinco quedas consecutivas, e subiu a 67,6 pontos. Mesmo com a alta, o índice registrou o pior desempenho para um mês de setembro desde o início da série histórica, em janeiro de 2010. Além disso, no comparativo anual, houve recuo de 26,9% – a sexta retração seguida nessa base comparativa. O indicador está abaixo do nível de satisfação (100 pontos) desde abril de 2015.

Para o presidente da CNC, José Roberto Tadros, a flexibilização do funcionamento dos estabelecimentos comerciais tem ajudado na recuperação do consumo dos brasileiros. “As famílias têm se revelado mais satisfeitas diante das novas regras de abertura do comércio, mesmo que o momento atual ainda exija cautela”, ressalta Tadros.

Em Palmas, as variações negativas mensais se concentram nos itens: momento para aquisição de bens duráveis (3,3%), acesso ao crédito (2,5%) e emprego atual (0,7%).

74,8% dos entrevistados acreditam que o acesso ao crédito está mais difícil. Para o presidente do Sistema Fecomércio Tocantins, esta realidade deve ser mudada. “Mesmo com os incentivos e auxílios do governo, o acesso ao crédito deve ser facilitado e é uma das principais ferramentas para que a retomada econômica aconteça. Infelizmente, sem o dinheiro rodar na praça, não conseguiremos movimentar o comércio e consequentemente, a economia como um todo”, explicou.

Sobre o consumo, a pesquisa avalia o cenário atual e a perspectivas para os próximos meses. De acordo com os dados elencados pela análise da pesquisa, 55,5% dizem estar comprando menos atualmente do que no mesmo período do ano passado. Já sobre a expectativa de consumo nos próximos meses, 42% acreditam que o consumo tende a ser menor. Em agosto, os porcentuais eram de 57,2% e 45,7%, respectivamente. Nesses itens são questionados aos entrevistados, se o nível é maior, menor, igual ou não sabe, totalizando assim os 100%.

A pesquisa está disponível na íntegra no site: www.fecomercioto.com.br.

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
majucotrim@gazetadocerrado.com.br

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
marcojacob@gazetadocerrado.com.br

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
portal@gazetadocerrado.com.br

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
comercial@gazetadocerrado.com.br

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
marcojacob@gazetadocerrado.com.br