No Banner to display

Ong Transparência Internacional diz que Tocantins melhorou na divulgação dos gastos com a covid

Por: Ana Negreiros | 29/06/2020

Última atualização em 29/06/2020 15:12

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Em maio, quando divulgou pela primeira vez o estudo, o Tocantins foi avaliado como regular e Palmas também.

No ranking divulgado hoje, 29/6, pela organização não-governamental Transparência Internacional, aponta que o Estado do Tocantins e a capital Palmas melhoraram na divulgação dos gastos com a covid-19.

O Tocantins cresceu 23 pontos, saindo de 56,9 para 79,7.  Já a capital, saiu de 49,3 para 67, um crescimento de 18 pontos. Ambos deixaram de ser vistos como regulares e passaram a ser avaliados como positivo.

A melhora da transparências também foi vista nos outros estados e capitais sendo resultado da pressão da sociedade que influenciou positivamente para que governadores e prefeitos fossem mais transparentes na divulgação de dados sobre contratações emergenciais para o enfrentamento do novo coronavírus. Tanto que o Tocantins estava na 15ª posição e mesmo com a melhora de dados agora ocupada a 16ª. Palmas saiu da 9º posição entre as capitais para 16ª.

A primeira avaliação foi divulgada em 21/5 e analisou dados coletados de 12 a 19/5. Agora, no ranking de hoje foram analisadas informações coletadas de 15 a 18/6. Observou-se que, 12 estados e 15 capitais brasileiras que tiveram avaliação Regular ou Péssima há um mês, passaram para as categorias Bom ou Ótimo.

A escala de avalização vai de zero a 100 pontos, sendo zero péssimo, indicando que o ente é avaliado como totalmente opaco; e 100 ótimo, mostrando que governo ou prefeitura oferece alto grau de transparência. O resultado foi divulgado na madrugada de hoje (29), um mês após a divulgação do primeiro levantamento. Os dados mais recentes mostram que, em um mês, a avaliação média dos estados saltou 24 pontos e a das capitais, de 21 pontos.

“Quando lançamos a primeira avaliação, a imprensa deu ampla cobertura e a sociedade começou a pressionar, insatisfeita com os resultados ruins. Em seguida, fomos procurados por prefeituras e governos estaduais do Brasil inteiro,interessados em melhorar e aumentar a transparência das informações que fornecem, mas também porque sabiam que estariam sob os holofotes novamente na segunda rodada”, conta o coordenador de pesquisa da Transparência Internacional no Brasil, Guilherme France.

A boa notícia é que entre as administrações públicas avaliadas, não há mais nenhuma com nível de transparência péssimo. Os dados mais recentes mostram que também não há mais nenhum estado avaliado como ruim. “Quanto às capitais, nove delas tinham transparência classificada como ruim no ranking anterior e hoje isso ocorre com apenas uma: Porto Velho (RO)”, informou, por meio de nota, a ONG.

Sobre a Transparência Internacional

Movimento global que defende a construção de um mundo em que governos, empresas e o cotidiano das pessoas estejam livres da corrupção, a Transparência Internacional – Brasil atua no apoio e mobilização de grupos locais de combate à corrupção, produção de conhecimento, conscientização e comprometimento de empresas e governos com as melhores práticas globais de transparência e integridade, entre outras atividades.

Por estarem presentes internacionalmente, o movimento defende iniciativas e legislações contra a corrupção e que governos e empresas efetivamente se submetam a elas. 

 

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim - @MajuCotrim
[email protected]

Diretor Geral (CEO): Marco Aurélio Jacob - @MarcoJacobBrasil
[email protected]

Marketing: Ana Negreiros

Presidente do Conselho Deliberativo: Stênio Jacob

Expediente

Sub Editor: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Colaborador: Fagner Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Contabilidade: Júnior Goes

Juridico: Jacqueline Paiva

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 984-571-004
[email protected]

Institucional (63) 981-159-796 (Marco Aurélio)
[email protected]