Youtuber chinês morre durante live após comer insetos e lagartixas venenosas

| Gazeta do Cerrado - Para mentes pensantes | - 24/07/2019

Última atualização em 24/07/2019 10:37

Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no LinkedIn Enviar por email Compartilhar no Whatsapp

Um vlogger chinês com o sobrenome Sun fez o que todo mundo pede para que as pessoas não façam em casa e o resultado foi trágico: ele ingeriu insetos e lagartixas venenosas e morreu durante uma transmissão ao vivo. Segundo a mídia chinesa, ele tinha 35 anos e queria aumentar a base de seguidores de sua plataforma, que tinha 15 mil fãs.

Para fazer sua live, Sun usou o DouYu, um dos maiores serviços de streaming da China — o YouTube não é liberado por lá, mas o funcionamento é bem semelhante. O desafio mortal consistia em girar uma roda marcada com vários itens, incluindo lacraias, lagartixas, larvas de farinha, vinagre, ovos, cerveja e licor. A coisa toda era simples: ele ingeria o que a roleta indicasse, ao parar de virar.

morte streamingFonte: DouYu/Reprodução

Sua última sessão ao vivo foi na quinta-feira passada (18), às 17h45 (horário local), quando ele se registrava comendo centopéias e lagartixas venenosas, em tempo real, e depois simplesmente deixou de aparecer no vídeo.

De acordo com relatos de vizinhos, Sun foi encontrado em seu apartamento em Hefei, na província de Aunhui, no sábado (20), quando sua namorada foi visitá-lo e encontrou-o inconsciente sem seu quarto, sem sinais vitais.

Autoridades investigam a causa da morte e os vídeos foram removidos do DouYu.

Alpinista chinês também morreu ao vivo em 2017

O caso de Sun lembrou outro episódio parecido, de 2017, quando o alpinista Wu Yongning, de 26 anos, caiu de uma altura de 62 andares enquanto fazia uma de suas performances em arranha-céus na província de Hunan. Sua queda foi registrada em tempo real.

morte streamingFonte: Asia Wire/Reprodução

Segundo a BBC, um membro da família disse que Yongning participava de um desafio no valor de 100 mil yuan (cerca de US$ 15 mil) e o valor seria para pagar seu casamento e o tratamento médico da mãe. Os detalhes dessa “competição” e do patrocinador do evento não estão claros até hoje.

Fonte: CanalTech

________________________________________________________________________

Acompanhe as redes da Gazeta do Cerrado 24 horas por dia:
Aproveite e siga agora mesmo cada uma de nossas redes, pois cada uma delas possui características próprias e são complementares. Estamos sempre a disposição.
Para denúncias ou coberturas: (63) 983-631-319
Anunciar na Gazeta ou em suas redes sociais: (63) 981-159-796

0 comentários

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Direção

Editora Chefe: Maju Cotrim Jacob
[email protected]

CEO, CFO, Diretor Executivo e Marketing: Marco Aurélio Jacob
[email protected]

Expediente

Sub Editor: Brener Nunes

Repórter: Lucas Eurílio

Jornalista: Maju Jacob

Estagiária: Luciane Santana

Assistente de Produção: Maitê Sales

TI: Tiago Bega

Presidente do Conselho Consultor: Stênio Jacob

Contatos

Para sugestões, correções, críticas ou entrar em contato:

Redação: (63) 984-631-319
[email protected]

Para anúncios ou parcerias comerciais

Comercial (63) 981-159-796
[email protected]